facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1080 - Já nas bancas!
27/07/2018

Desafios da cadeia produtiva do leite

Desafios da cadeia produtiva do leite

O Brasil é o quinto país maior produtor de leite no mundo, tendo produzido neste cenário pelo menos 35 bilhões de litros em 2017. Já o Paraná é o segundo estado entre os maiores produtores do país. Segundo a Secretaria de Agricultura do Paraná, somente em 2016, foram 4,7 bilhões de litros produzidos, com uma receita gerada de mais de R$ 6 bilhões.

Os números representam a potencialidade do mercado que ainda pode crescer no país. E essa potencialidade já é vista por muitos municípios que estão em busca de diversificar as culturas de sua produção.

Diversos programas têm sido feitos tanto por governos estaduais como municipais para tentar investir especialmente na capacitação para a produção leiteira.

Além de ter conhecimento sobre a produção, o setor, para conseguir trazer um retorno financeiro satisfatório para o produtor e para o município, precisa também estar atento à questão sanitária.

O processo atual é totalmente diferente de antigamente, quando o leiteiro tirava manualmente o leite da vaca, colocava em vidros ou até mesmo em garrafas plásticas, e depois vendia nas cidades em carroças.

Com a tecnologia e o maquinário ficando cada vez mais sofisticados, a preocupação com higiene e questões sanitárias aumentou. Hoje já existe a consciência de que determinadas práticas possuem alto risco de contaminação e, para que o produto seja bom para o consumidor final, são necessários alguns cuidados.

Esse é um dos desafios aos agentes que têm a intenção de aumentar a produção leiteira nas suas regiões. Isso porque as boas práticas pedem uma estrutura melhor das propriedades, além de conhecimentos específicos para o dia a dia.

A saída para muitos é investir no jovem que ainda está no campo, através de capacitações e treinamentos, para que ele consiga estar apto a produzir de maneira eficiente e de acordo com o que os principais compradores do mercado exigem. Além de melhorar a força de trabalho no campo, o meio é um ótimo modo para enfrentar um dos grandes problemas da área rural: a sucessão familiar.

Através de investimentos em diversas culturas e dando assistência, o jovem consegue se sentir motivado a ficar e produzir no campo.