facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1094 - Já nas bancas!
26/07/2018

Bases sólidas para os negócios

Bases sólidas para os negócios

Uma pesquisa do Instituto Brasileiro do Planejamento Tributário (IBPT) apontou em 2013 a falta de planejamento e de informações sobre o mercado como as principais causas da falência de 42% de micro e pequenas empresas.

De lá pra cá, as empresas acabaram enfrentando uma crise econômica que abalou o mercado e deixou profundas marcas na realidade brasileira.

Recentemente, a economia tem se recuperado aos poucos, mas ainda possui muitas das marcas existentes.Os índices atuais de desemprego podem não estar tão piores quanto de anos passados, mas ainda é alto para economia. Ao mesmo tempo, empresários começaram a retomar uma confiança na economia, mas investimentos ainda são realizados de forma atenta e com receio.

Com uma recuperação lenta, o conhecimento sobre o próprio negócio acaba sendo ainda mais importante. Isso porque é com planejamento e conhecimento da realidade do mercado que é possível conseguir estabelecer bases sólidas para os negócios.

Um dos meios que os empresários possuem são as diversas capacitações do Sebrae. Em Irati, um dos programas voltados ao empresário é o Varejo Mais em Ação. O programa já havia sido implementado em outros anos, mas atualmente foi repaginado e apresentado a empresários no município.

O objetivo do programa é exatamente oferecer esse conhecimento para o empresário, para que consiga avaliar sua empresa e ver os pontos que precisam ser melhorados.

Voltado ao pequeno e médio empresário, o programa é uma das iniciativas que mostram que ao empresário a realidade de seu setor e ao mesmo tempo dá ferramentas para que ele consiga se desenvolver de maneira eficiente e com as bases sólidas.

Em tempo de economia com recuperação lenta, é importantíssimo que empresários busquem meios como este para agregar conhecimento. Mas mais do que apenas ter um conhecimento sobre seu negócio, o empresário precisa estar disposto a implementar esse conhecimento.

Ao fazer isso, além de conseguir desenvolver seu empreendimento, o empresário – especialmente local – ajuda com o desenvolvimento da região, criando postos de emprego e ajudando a girar a economia local.