facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1087 - Já nas bancas!
04/06/2018

Política em Questão - Por Letícia Torres e Ciro Ivatiuk

Política em Questão - Por Letícia Torres e Ciro Ivatiuk

Salário dos servidores

A governadora Cida Borghetti encaminhou na segunda-feira (28) à Assembleia Legislativa do Paraná proposta de emenda à lei de diretrizes orçamentárias para retirar a vedação à concessão de reajuste salarial ao funcionalismo público para 2019. Com a medida, o Estado passa a avaliar a viabilidade de aplicar uma reposição no próximo orçamento, atendendo condições legais e financeiras. “Este movimento significa a retirada da trava da recomposição salarial. É a primeira etapa para que possamos, futuramente, estudar os índices de reajuste”, afirmou Cida.

Confirmação da pré-candidatura de Cida Borghetti

Uma nova executiva estadual foi eleita pelo Partido Progressista (PP) na segunda-feira (28), em Curitiba. O evento marcou a confirmação da pré-candidatura da governadora Cida Borghetti ao governo do Paraná e contou também com a presença de lideranças de outras legendas como o deputado federal Alex Canziani (PTB) e os deputados estaduais Pedro Lupion (DEM), Luiz Claudio Romanelli (PSB), Nelson Justus (DEM) e Dr. Batista (PMN).

Confirmação em Irati

No PP de Irati, o vereador Marcelo Rodrigues (PP) também reafirma que é pré-candidato a deputado estadual. Marcelo ainda ressalta que acredita que só ele e Odilon Burgath (PDT) deverão ser candidatos de Irati a deputado estadual.

Sandro Alex destaca vitória dos caminhoneiros junto aos pedágios

Em um vídeo postado nas redes sociais, o deputado federal Sandro Alex (PSD) afirmou que a maior vitória já conquistada pelos caminhoneiros foi não cobrança dos eixos suspensos das cargas vazias dos caminhões nos pedágios do Brasil. Pela Lei 13103/15, art. 17, desde 2015 esta isenção poderia estar ocorrendo desde 2015. Entretanto, os responsáveis pela regulação dos contratos de pedágio, argumentavam que o benefício para os caminhoneiros acabaria onerando a tarifa dos demais usuários das rodovias e, por isso, suspendeu a isenção.

Rebouças terá curso do Bom Negócio Paraná

Entre o dia 12 de junho e o dia 05 julho, ocorrerá, em Rebouças um curso para os empresários que tiverem interesse em participar do programa Bom Negócio Paraná. O programa disponibiliza empréstimos através da Fomento Paraná, com juros subsidiados, para que empresários possam investir na ampliação de seus negócios, gerando emprego e renda. Os empréstimos variam de acordo com o faturamento bruto anual da empresa e vão de 1 mil reais  a 300 mil reais, podendo ser utilizados para Capital de Giro, Investimento Fixo ou Misto. As taxas de juro variam de 0,55% a 1,10% ao mês. Mais informações podem ser obtidas na Aciar ou pelo telefone (42) 3457-1058. As inscrições para o curso também podem ser feitas na Aciar ou no Colégio Estadual Professor Júlio César. 

Aciai tem novo presidente

Na  sexta-feira (25), o empresário Elias Mansur assumiu a presidência da Associação Comercial de Irati (Aciai), durante o evento Top Of Mind. Elias é um dos fundadores da instituição e tem pela frente o desafio de unir os empresários e aproximá-los da Aciai.

Meurer é 1º político condenado pelo STF na Lava Jato

O Supremo Tribunal Federal condenou, na terça-feira (29), o deputado federal paranaense Nelson Meurer (PP) a 13 anos e nove meses de prisão, em regime fechado, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele é o primeiro político com foro privilegiado condenado pelo STF na Operação Lava Jato.

Acampamento pró-Lula terá de ser removido

Deverá ser removido o acampamento pró-Lula nas proximidades da sede da Polícia Federal, em Curitiba, onde o ex-presidente está preso desde o início de abril.  A determinação é do juiz Jailton Tontini e foi dada nesta segunda-feira (28). O juiz manda informar a governadora Cida Borghetti, o secretário de segurança e a comandante da PM “solicitando o uso de força policial para o imediato cumprimento” da liminar judicial. Isso porque a determinação anterior de remoção do acampamento foi descumprida. Além disso, o juiz também determinou a aplicação da multa de R$ 500 mil diários, que havia sido determinada anteriormente, em vista do descumprimento. Isso significa uma multa de R$ 5,5 milhões até o momento para o PT e do mesmo valor para a CUT.