facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1101 - Já nas bancas!
23/05/2018

Centro Cultural é inaugurado na Aldeia Rio D’Areia, em Inácio Martins

No local, a expectativa é reunir artesanato e cultura indígena para fomentar o turismo no município, além de incrementar a renda para os índios guaranis

Centro Cultural é inaugurado na Aldeia Rio D’Areia, em Inácio Martins

Um centro cultural e turístico foi inaugurado na manhã de quarta-feira (16) na Aldeia indígena Rio D’Areia, localizada na área rural de Inácio Martins, a 45 quilômetros da sede do município. O espaço reunirá artesanato, apresentações culturais e memória da história indígena. O objetivo é que o local seja um ponto de encontro para turistas e também mais uma opção de renda para os 130 índios guaranis que vivem na aldeia.

Para o cacique Antoninho, além de um local especial para o artesanato, o espaço também ajudará a preservar a memória indígena. “É um lugar onde podemos guardar nossa história, nossos cantos, coisas lá de trás. É uma casa de memória que nós conseguimos buscar alguma coisa do passado para colocar aqui, vai servir para muitos anos, nossos netos, bisnetos, vão estar aqui”, disse.

Para o coordenador técnico da Funai, Avacir Ribeiro, a expectativa é que o local possa se tornar um ponto turístico, onde as pessoas possam conhecer a cultura guarani. “Para a comunidade é vital. É mais uma fonte de subsistência – claro que eles têm as tradicionais, que aqui nesta comunidade é a extração da erva-mate –, mas também isso vai fazer com que os seus artesanatos sejam conhecidos. Não fica só no âmbito municipal, vai atingir um âmbito maior. Isso também depende da divulgação”, relata.

Ao todo, o investimento no local foi de R$ 300 mil, sendo R$ 230 mil do Governo Estadual, e o restante, da prefeitura de Inácio Martins, que também ofereceu o corpo técnico para o projeto, bem como acompanhou a obra. O projeto ainda contou com a parceria da Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento (Seab), Núcleo Regional de Educação, Funai, Emater e da ONG Outro Olhar.

O chefe do Núcleo Regional da Seab, Igor Zampier, destaca que o local ajudará a explorar o turismo rural e da aldeia. “Essa estrutura vai ser usada de apoio ao recebimento dos turistas, uma cozinha, a parte do palco que terá apresentações de danças, os banheiros. Vai ser utilizada dentro de um projeto junto com aParaná Turismo,o resgate das culturas e tradições dos povos guarani, língua dança, artesanato e também eles tem o roteiro de trilhas aqui dentro, fazer as visitações , então tem bastante atrativos naturais, cachoeiras, rios e matas , e o próprio dia a dia da cultura indígena, que eles querem resgatar com todo o projeto”, explica.

Plano de turismo                   

O prefeito de Inácio Martins, Junior Benato, revelou que o Centro Cultural é um dos passos para fomentar o turismo no munícipio. “É um marco na história do munícipio pra já começar a fazer uma cadeia do turismo para o nosso munícipio e para a nossa região”, disse.

Atualmente, a aldeia indígena recebe visitantes de escolas da região, além de pesquisadores e historiadores que visitam o local para conhecer a cultura. A expectativa é que o local agora também consiga atrair outros turistas para visitação. Para isso, um Plano de Turismo está sendo criado, com o auxílio da Paraná Turismo, cujo representante Hardy Guedes esteve presente na solenidade de inauguração.

Para este plano Já foram definidas as trilhas para os passeios dos turistas pela Aldeia do Rio D’Areia, os moradores passaram por capacitação para receber os visitantes e placas de sinalização turística estão sendo confeccionadas para indicar o caminho desde Inácio Martins até a aldeia.

Texto: Da Redação/Hoje Centro Sul

Foto: Ciro Ivatiuk/Hoje Centro Sul

Galeria de Fotos