facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1087 - Já nas bancas!
22/05/2018

Rádio Alvorada terá a maior abrangência da região

Emissora de Rebouças expande negócios ao migrar para a faixa FM e quer conquistar novos ouvintes com programação pensada para um raio de 30 municípios

Rádio Alvorada terá a maior abrangência da região

A região centro-sul ganhou uma nova rádio FM este mês. Na última segunda-feira, 21 de maio, a Rádio Alvorada do Sul AM migrou para a freqüência FM e passa a se chamar Alvorada FM. Com a mudança, até o final do primeiro semestre deste ano, a emissora terá a maior cobertura da região, estimando abranger mais de 30 cidades.

Posicionada no sinal 102.5 FM, a Alvorada FM busca aproveitar a mudança para investir regionalmente. “É um orgulho termos uma das maiores potências FM do estado. Estamos mostrando que investimos e acreditamos no potencial de Rebouças e em sua interação com a região centro-sul”, afirma Mariangela Perussolo, diretora geral da Alvorada.

Seguindo a nova visão regional de negócio, a emissora reformulou suas atrações. “Estamos trabalhando para entregar uma programação de primeira qualidade ao nosso ouvinte, pensada em interatividade e no público da região centro-sul. Com relação a nossos clientes, temos o desafio de ajudar seus negócios a crescerem em âmbito regional”, explica Mariangela. “Uma loja de móveis que antes anunciava para Rebouças, por exemplo, agora sabe que sua publicidade chegará a outros municípios, o que amplia seu raio de atuação e a chance de novas vendas e clientes”, completa a diretora.
Nova programação

Atualmente na região, é comum haver programas enlatados ou gravados, com poucas atrações ao vivo e frequentemente em rede com outras emissoras. A diferença na nova programação da Alvorada FM, no entanto, é a grande quantidade de conteúdo ao vivo, interativo e que valoriza a cultura regional.

Para isso, novas parcerias e programas já foram anunciados. “Dois novos programas diários e ao vivo têm como objetivo atrair o público jovem. O programa da tarde, 'Point 102', terá música pop e variedades, como promoções e bate-papo com profissionais da região. O programa da noite, 'Love 102', será o companheiro perfeito para o 'esquenta' pré-balada dos universitários, com um jeito cult e um quê mais romântico”, comenta Edinei Andrade, coordenador geral da emissora e radialista há 23 anos.

Dando destaque à cultura musical local, músicos do Studio Paulinho Pezak de Irati comandarão o 'Papo Musical' com bandas tocando ao vivo aos sábados, das 17h às 19h, trazendo artistas regionais e apresentando as novidades musicais do nosso estado.

A programação da emissora se diferencia não só no entretenimento, mas também na informação, que há anos é marca da Alvorada. Diariamente, serão dois informativos, ao vivo com notícias regionais e do país. Variedades, previsão do tempo, cultura e curiosidades da região serão transmitidas com dinamismo e interatividade.

Tecnologia, interação e redes sociais

A Alvorada destaca que a tecnologia trouxe o tradicional meio rádio para os celulares e isso gera ainda mais oportunidades de inovação. “Uma conquista importante dos radio difusores teve iniciativa do deputado Sandro Alex, aqui da nossa região. Agora é obrigatório que todos os smartphones vendidos no Brasil venham de fábrica com a função de rádio FM instalada nos aparelhos funcionando mesmo sem conexão à internet. Isso acaba fazendo do celular o 'novo rádio'. E é por onde o ouvinte se comunica conosco. Precisamos entender esse potencial e fazer dele nosso aliado”, ressalta a diretora Mariangela.

Meios tradicionais, como participação por telefone e até o envio de cartinhas, sempre foram parte da interação entre a Alvorada e seus ouvintes e continuam funcionando. No entanto, novos meios de contato como o Whatsapp contribuem com mais agilidade e interatividade. “O Whatsapp tem trazido uma participação muito grande por meio de envio de áudio. Antigamente o ouvinte gastava seu dinheiro para ligar para a rádio e participar. O Whatsapp é uma ferramenta de comunicação vantajosa, pois não tem custo para o ouvinte. Em vez de escrever, o ouvinte grava e envia sua mensagem, o que torna dele alguém presente na programação, mostrando sua voz e personalidade” comenta o coordenador geral Edinei.

A migração

Diferentemente da faixa FM, a AM absorve interferências externas, como alta tensão e ruídos de motores de carros. As emissoras dessa frequência vinham sendo prejudicadas e perdendo em qualidade de som. Por isso, em 2013, radio difusores de todo o país conseguiram junto ao Governo Federal a permissão para migrar para FM e oferecer um som mais limpo aos ouvintes.

De acordo com protocolos estipulados pelo Governo Federal, as rádios AM de todo o Brasil que decidiram migrar foram convocadas por lotes com datas e procedimentos divididos por estados. Agora, chegou a vez da Alvorada. No total, 45 emissoras paranaenses migraram do AM para o FM e a Alvorada ficou entre as mais potentes do Paraná.

Do início do projeto até agora, foram cinco anos de adequações em vários âmbitos da empresa. “A migração traz melhor condição para os profissionais do rádio trabalharem e melhor qualidade de som para os ouvintes aproveitarem aquele que é o veículo de comunicação de maior penetração nacional. Segundo dados da ABERT (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão), 80% das pessoas ouvem rádio diariamente e em média 4 horas, o que faz do rádio o companheiro diário dos ouvintes”, aponta Mariangela.

Sobre a empresa

Um dos veículos de comunicação mais tradicionais da região centro-sul do Paraná, a Rádio Alvorada do Sul operou 40 anos no AM. “Em 1978 fomos pioneiros lançando uma rádio em Rebouças e acreditando que a comunicação imparcial é fundamental para o município. Quarenta anos mais tarde, inovamos novamente trazendo tecnologia, qualidade de som e programação interativa ao nosso ouvinte em uma frequência mais limpa, clara e de maior cobertura”, comemora a diretora Mariangela Perussolo.

Texto: Assessoria Rádio Alvorada

Foto: Divulgação

 

 

Galeria de Fotos