facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1093 - Já nas bancas!
30/04/2018

Prefeitos da Amcespar manifestam apoio à candidatura de Beto Richa ao Senado

Prefeitos da Amcespar manifestam apoio à candidatura de Beto Richa ao Senado

Dezenove dias depois de deixar o cargo do governador do Paraná para disputar uma vaga no Senado Federal, Beto Richa teve seu primeiro compromisso político na região de Irati, nesta quarta-feira (25). Ele se reuniu com prefeitos da Associação dos Municípios do Centro Sul do Paraná (Amcespar),no Restaurante Anila, em Fernandes Pinheiro. Durante o almoço, que também teve a presença do ex-chefe da Casa Civil Valdir Rossoni e do deputado estadual Alexandre Curi, todos os prefeitos manifestaram apoio à pré-candidatura de Richa.

“Não é um louvor falar que você tem os dez prefeitos da Amcespar, é fazer justiça pelo que foi feito nos nossos municípios”, disse a Richa o presidente da associação e prefeito de Inácio Martins, Júnior Benato. Segundo o prefeito, apenas no ano passado, os investimentos estaduais no município superaram os quatro anos de seu mandato anterior entre 2009 e 2012.

Cleonice Schuck, prefeita de Fernandes Pinheiro, também cita o grande volume de investimentos estaduais para o seu município. “Queremos demonstrar nosso apoio ao Senado porque foi um grande governador para toda a região, para a Amcespar,  muito especialmente para Fernandes Pinheiro, que é um  município pequeno e que tem hoje em torno de R$ 10 milhões de investimento do governo do estado”, disse. Nesse contexto, a prefeita destacou os investimentos significativos na pavimentação dos 4,5 quilômetros da estrada do Angaí – obra conquistada através de parceria com o deputado Alexandre Curi.

Beto Richa agradeceu as manifestações dos prefeitos, citou que sua gestão foi municipalista e creditou à decisão do ajuste fiscal a possibilidade de investimentos em todo Paraná. Segundo ele, a influência deste ajuste em sua campanha ao Senado será boa. “Acho que impacta positivamente, porque a cada dia a população está entendendo melhor a necessidade daquelas medidas  que demandaram muita responsabilidade, seriedade como gestor público e não politicagem, não demagogia. Porque na hora que eu adotei aquelas medidas eu não pensei na próxima eleição. Eu coloquei em risco o meu patrimônio político para defender o interesse legítimo do Paraná. E hoje o reconhecimento esta aí, são instituições, são órgãos nacionais e internacionais que atestam que o Paraná tem a melhor situação do Brasil, valeu a pena o esforço”

Meta para o Senado

Como pré-candidato a senador, Beto Richa deverá ainda ter seu nome confirmado pela convenção do PSDB para poder concorrer. Caso isso aconteça e, depois,  ele também seja eleito, Richa desta como será seu trabalho.

“A principal meta é defender os interesses do Paraná, que até agora foram relevados a enésimo plano. Quantas vezes tivemos lá em Brasília brigando para defender o interesse legítimo, que é de direito do Estado, empréstimos que foram negados pelo governo federal à época comandado pelo PT. Tive que recorrer ao Supremo Tribunal Federal para fazer valer os nossos diretos. Naquela época todos os estados, com exceção do Paraná, receberam recursos para investimentos em infraestrutura...Cada vez era uma desculpa diferente. Então o Supremo determinou, até sob pena de prisão do petista que comandava a Secretaria do Tesouro Nacional, que se não liberasse o dinheiro do Paraná, ele seria preso, porque nem as multas diárias ele estava respeitando. E em nenhum momento um senador do Paraná se apresentou para defender, não o meu governo, defender o direito do Paraná, dos paranaenses, eles foram eleitos com o voto dos paranaenses e deviam se postar em respeito aos paranaenses pelo menos”, explica sua meta,  em tom de desabafo.

Além de legislar, fiscalizar e elaborar projetos de interesse da sociedade brasileira, o pré-candidato afirma que, em específico, pretende orgulhar os paranaenses em Brasília, trabalhando em prol das demandas públicas.

“O problema hoje é este, cada um olha o seu próprio interesse, as próximas eleições. ‘Eu não vou apresentar esta medida, é importante para a sociedade, mas vai me causar um desgaste político, então não vou caminhar para este lado, vou fazer a demagogia’. Isto eu não estou disposto a fazer, até porque eu já me sinto com o dever cumprido na política, estou pronto para deixar a política a qualquer momento. Então se eu já não pensava antes na próxima eleição, se eu for senador, muito menos, vou fazer o que precisa ser feito, com extrema responsabilidade e ciente do compromisso e do dever de poder representar o Estado lá no Senado da República”, finalizou Richa.

Presentes

Estiveram presentes no almoço com o pré-candidato os prefeitos deFernandes Pinheiro, Cleonice Schuck; de Inácio Martins, Júnior Benato;  de Mallet, Moacir Alfredo Szinvelski;  de Rebouças, Luiz Everaldo Zak; de Rio Azul, Rodrigo Solda;  deImbituva, Bertoldo Rover;  e deGuamiranga, Angelo Machado. Ainda os vice-prefeitos de Fernandes Pinheiro, Fabio Jacomel,  e de Guamiranga, LuisPanko. Também secretários municipais e vereadores de Fernandes Pinheiro, incluindo a presidente da Câmara QueilaLovato.

Texto: Letícia Torres/Hoje Centro Sul

Fotos: Ciro Ivatiuk e Leticia Torres/Hoje Centro Sul

 

Galeria de Fotos