facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1041 - Já nas bancas!
09/04/2018

Política em Questão - Por Letícia Torres e Ciro Ivatiuk

Política em Questão - Por Letícia Torres e Ciro Ivatiuk

Saldo positivo

Ao sair do governo, além de deixar os pagamentos a servidores e prestadores de serviço em dia, Beto Richa projeta queo estado fechará o ano de 2018 com8 bilhões e 400 milhões de reais em investimentos em obras de infraestrutura, saúde, segurança pública e outros setores.  Saldo positivo que merece ser enaltecido. E quando se faz a comparação com os demais estados brasileiros, o mérito da gestão de Richa aumenta exponencialmente. Com isso,a vice-governadora Cida Borghetti assume o governo nesta sexta-feira (06) em situação confortável.

Julgamento e prisão

O advogado do ex-presidente Lula, José Roberto Batochio pediu na tribuna, já no início da madrugada de quinta-feira (05), que a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia não votasse o pedido de habeas corpus do ex-presidente. A solicitação ocorreu porque é de conhecimento público a postura firme da presidente do STF que acredita que deve ser mantida a coerência do entendimento do Supremo quanto à prisão de condenados em 2ª instância – independente de quem seja o condenado. Cármen Lúcia explicou que como se tratava de matéria constitucional, a presidente vota. Entretanto, para que não restassem dúvidas, pediu que os demais ministros decidissem se ela deveria votar ou não. Todos os ministros concordaram que ela votasse e o pedido de habeas corpus a Lula foi negado pelo STF. Com o voto final, de Cármen Lúcia, o placar foi 6x5. Com isso, o juiz Sergio Moro decretou no final da tarde desta quinta-feira (05), a prisão do ex-presidente Lula e deu o prazo de até as 17horas desta sexta-feira (06) para que ele se apresente à Polícia Federal.

Defensores insistentes

Às 00h46, do dia 05, foi encerrada no STF a sessão de julgamento do pedido de habeas corpus em favor de Lula. Foram cerca de 11horas de trabalhos para que todos os ministros apresentassem seus votos e dois ministros se destacaram em defender Lula: Marco Aurélio e Ricardo Lewandowski.  Mesmo após a votação (6x5), eles queriam que a liminar concedida pelo STF para garantir os direitos do réu até este esse dia 04 fosse mantida até que a defesa de Lula protocolasse pedido de embargos declaratórios.  Dada à lógica, por maioria de votos, ocorreu a cassação da liminar.

Manifestação

Na terça-feira (03), véspera do julgamento pelo Supremo Tribunal Federal (STF) do habeas corpus requerido pela defesa do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT), ocorreram manifestações em todo o país em prol da Operação Lava Jato e da manutenção da prisão de condenados em 2ª instância. Em Irati, um grupo de pessoas reuniu-se na Praça da Bandeira para a defesa do tema.

Manifestações pro Lula

No dia do julgamento no STF, ocorreram manifestações em defesa do ex-presidente Lula em várias cidades brasileiras. Em Irati e região, nenhum ato desta natureza foi registrado.

Paulikino Solidariedade

 No último dia 27, o deputado estadual Marcio Pauliki anunciou sua desfiliação do PDT para assumir a presidência estadual do partido Solidariedade (SD) e reafirmou que pretende concorrer ao cargo de deputado federal nas eleições deste ano.   “Minha pré-candidatura à Câmara Federal pelo SD também fortalece este momento importante para a construção de um projeto de apoio ao nosso pré-candidato ao governo do estado, Osmar Dias, através de uma ampla base política. Mantenho, assim, minha coerência política”, explicou o parlamentar, acrescentando que o SD tem em seus valores o desenvolvimento econômico através do progresso social.