facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1072 - Já nas bancas!
03/04/2018

Governador lança edital de licitação para o asfalto entre Irati e São Mateus

Projeto para a pavimentaçãoda PR-364 já está pronto e autorizado pelo governo estadual. A previsão é que a publicação do edital aconteça em abril, após a autorização do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que financia a obra

Governador lança edital de licitação para o asfalto entre Irati e São Mateus

Na tarde de sexta-feira (23), o governador Beto Richa esteve em Irati e São Mateus do Sul para o lançamento do edital para licitar a empresa que fará a pavimentação de 47,7 quilômetros da PR-364, no trecho que liga as duas cidades. A obra é esperada pela população há quase 50 anos.

O governador destacou que a obra trará mais desenvolvimento à região e disse que ela deve começar ainda este ano. Segundo ele, o projeto já está pronto e apenas espera liberação do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). “Está sendo aguardando para o mês que vêm a homologação do BID, que é o órgão internacional financiador dessa obra. Tão logo esteja o edital de licitação homologado – a expectativa é em abril – nós publicamos. Tem os prazos normais para abertura dos envelopes e após tudo correto, nenhuma empresa entrando com algum recurso ou questionando, certamente, no segundo semestre dá pra começar a obra”, destaca.

Segundo Richa, a obra não ocorreu antes devido à administração anterior do governo federal. “Parte desse financiamento do BID nós perdemos. Tem o BID das estradas, das Rodovias e tem o BID das Cidades. O da Cidades nós perdemos, nós estamos reativando agora. Vai para o Senado da República e vai tentar reaver 300 milhões de dólares para obras nos municípios. Mas esse aqui nós conseguimos manter porque não venceu dois anos de tratativas e como o outro tinha vencido, em função da demora da aprovação na STN (Secretaria do Tesouro Nacional), vinculado ao Ministério da Fazenda, então esse aqui atrasou, mas está aí. Conseguimos a liberação e só falta a autorização do BID  para os investimentos de R$ 140 milhões”, disse.

Para os prefeitos dos munícipios que serão beneficiados pela obra, o dia foi histórico e a expectativa é que as obras aumentem o fluxo entre as cidades, trazendo mais oportunidades de negócio. O prefeito de Irati, Jorge Derbli, disse que a pavimentação deverá trazer desenvolvimento. “É um corredor que nós precisávamos para unir vários estados, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. É uma obra estratégica muito boa pra nós e uma esperança para o povo, ainda mais os agricultores que usam diariamente essa estrada”, explicou.

O prefeito de São Mateus do Sul, Luiz Adyr, também destacou que os benefícios para toda a população da região. “Será muito importante para nós, tanto que moramos em São Mateus do Sul, quanto quem mora em Irati. As comunidades das duas cidades saem ganhando, as cidades vão interagir mais, os produtores rurais vão poder fazer um escoamento melhor da safra, os estudantes vão poder se deslocar com mais conforto e segurança, mais tranquilidade, e também os munícipes”, destaca.

Outro munícipioda região beneficiado pelas obras será Rebouças, onde a rodovia deverá atingir principalmente o interior. “Será de grande importância para o munícipio de Rebouças. A maior parte do trecho está dentro do território de Rebouças, cortará toda a faixa leste do município: Marmeleiro, Barro Branco, Turvo, Marmeleiro de Cima, Salto, Estrada dos Franco, Riozinho dos Santos, enfim, vai trazer desenvolvimento para o nosso munícipio”, disse.

Pavimentação de ruas do Riozinho

Ainda durante a solenidade, o Estado autorizou a destinação de recursos para a pavimentação de ruas do bairro Riozinho, como destaca o secretário da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, deputado,  Artagão Júnior.  “Uma conquista que ficará na história. São R$ 139,8 milhões na obra [Irati – São Mateus]  e mais R$ 1,2 milhão que o governador autorizou, atendendo pedido do prefeito Jorge, para pavimentação asfáltica aqui no Riozinho”, disse.

Obra

A pavimentação dos 47,7 km PR-364, entre São Mateus do Sul e Irati, deverá custar R$ 143.023.473,51, sendo que parte é de financiamento através do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e outra parte com contrapartida do Governo Estadual. Ao todo, 120 mil habitantes da região deverão ser contemplados com obra.

O projeto conta com faixas de rolamento com 3,50 m cada, acostamento com 2 m, e uma nova ponte sobre o Rio Turvo, com 21,60 m de extensão. O projeto também inclui obras de acesso a Irati e São Mateus do Sul, além de interseção no ponto ligando à estrada que leva a Rebouças. Em Irati, a confluência com a BR-153 está prevista em forma de viaduto. Em São Mateus do Sul, haverá ciclovia no início do trecho de perímetro urbano. Haverá necessidade de desvio do tráfego para execução da pavimentação e logística de meia pista no andamento da obra.

A obra deverá facilitar o acesso de quem vem do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, além de facilitar quem vai a Foz do Iguaçu, São Paulo, Curitiba e Porto de Paranaguá. A rodovia também deverá desafogar a PR-151, que cruza o Paraná.

Licitação

Por possuir recursos do BID, a licitação da obra possui características diferentes de outras licitações públicas. “É uma licitação internacional, o BID comanda. Diferente das licitações que estamos acostumados, que são feitas dentro do estado do Paraná, que seguem outro regramento”, explica osecretário de Infraestrutura e Logística, PepeRicha.

O secretário conta que uma das obrigações do Governo Estadual foi participar de um curso para a realização da licitação. “Fizemos cursos. O BID veio ao Paraná e ministrou pros nossos engenheiros, para entender melhor essas obrigações internacionais. Então, finalizamos nossa parte quanto à montagem do edital para a licitação e estamos encaminhando ele para o BID”, disse.

A expectativa é que o BID aprove o edital ainda em abril, para que então o edital seja publicado. O Governo Estadual espera que a divulgação do vencedor da licitação aconteça ainda no primeiro semestre, para que a obra comece neste ano. “É uma obra estimada em dois anos de execução. Começando no segundo semestre de 2018, ela vai até 2019, na metade até o final de 2020, podermos estar com a obra pronta”, explica.

O secretário também salientou que a obra pode trazer transtornos, mas é necessário que se pense a longo prazo. “Sempre lembrar que obra, quando está em execução, de fato traz transtornos. A obra demora um pouco, a chuva às vezes atrapalha, tem as intempéries, mas sempre lembrar o seguinte: a dificuldade, a intempérie, esse momento que traz transtornos é passageiro. Tem que pensar que depois que está pronto o benefício é permanente”, disse.

Protesto

Durante a cerimônia realizada no salão da Igreja Santo Antônio, no bairro Riozinho, em Irati, gritos de protestos contra o governador Beto Richa foram ouvidos no início de sua fala. Os manifestantes dispersaram logo em seguida.

Presenças

A cerimônia contou com diversas presenças de autoridades e convidados. Entre os presentes estavam o chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni; a secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa; o secretário da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, Artagão Júnior; os prefeitos Luís Everaldo Zak (Rebouças), Rodrigo Solda (Rio Azul), Cleonice Schuck (Fernandes Pinheiro) e Bertoldo Rover (Imbituva); os deputados federais Sandro Alex e Evandro Roman; o deputado estadual, Alexandre Curi, o vice-prefeito de Irati, Amilton Kominski e o presidente da Câmara de Vereadores, Hélio de Mello, entre outros.

Conjunto de obras

A obra entre Irati e São Mateus do Sul integra oPrograma Estratégico de Infraestrutura e Logística de Transportes do Paraná, que contará com recursos de R$ 770 milhões pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e em contrapartida de R$ 660 milhões do Governo Estadual.

Entre as obras de pavimentação financiadas estão os 43,1 quilômetros da PR-239, entre Pitanga e Mato Rico; os 27,1 quilômetrosda PR-912, entre Coronel Domingos Soares e Palmas; além de 2,6 quilômetros da PR-090, com a construção do acesso ao Contorno Norte de Castro.

Inácio Martins

Durante a cerimônia, o prefeito de Inácio Martins, Júnior Benato, recebeu das mãos do governador Beto Richa as chaves um veículo Palio Weekend. O veículo deverá ser usado para reforçar a segurança no município.

Texto: Da Redação/Hoje Centro Sul, com informações de assessoria

Fotos: Ciro Ivatiuk/Hoje Centro Sul

Galeria de Fotos