facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1087 - Já nas bancas!
23/03/2018

Unicentro retoma aulas após suspensão do calendário

Unicentro suspendeu as aulas na segunda-feira (19) e retomou na terça-feira (20) após autorização do Governo Estadual para a contratação de professores temporários

Unicentro retoma aulas após suspensão do calendário

Os estudantes dos cursos de graduação da Unicentro ficaram sem aulas na segunda-feira (19) devido à suspensão do Calendário Acadêmico 2018. A suspensão foi anunciada na sexta-feira (16) e, após negociações com o Governo Estadual, as aulas foram retomadas na terça-feira (20).

No entanto, o dia sem aulas acabou afetando alguns serviços oferecidos pela instituição em Irati. Um deles foi a triagem auditiva neonatal, realizada naEscola-Clínica de Fonoaudiologia e Psicologia, com data agendada pela Secretaria Municipal de Saúde de Irati. Pais e recém-nascidos moradores de localidades distantes da área rural de Irati, como Itapará e Cadeadinho, deslocaram-se até a Unicentro e não foram atendidos.

Sem saber da suspensão, eles reclamam que acabaram esperando mais de uma hora e meia até que um segurança, responsável por fechar a clínica,os avisou de que os serviços não estavam sendo feitos no dia.

Suspensão

Segundo comunicado da universidade, a suspensãocumpria a decisão tomada no dia 9 de março pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe), que deliberou que, caso o Governo do Paraná não autorizasse até a última semana a contratação dos professores temporários, o Calendário Acadêmico seria suspenso a partir do dia 19 de março.

O comunicado explica que, ao todo, a universidade necessita 10 mil horas para atividades dos professores temporários, e que até o momento ainda faltava a autorização para 3.260 horas, o que contabilizava 104 docentes.

Retorno

O retorno das aulas foi decidido após o governador Beto Richa assinar na manhã de segunda-feira (19) o decreto 9.028, que autorizou as sete universidades estaduais a utilizarem 55.905 horas por semana para a contratação de docentes em regime especial por tempo determinado. Até a assinatura, a Unicentro e a Universidade Estadual de Londrina (Uel) já haviam suspendido as aulas.

Segundo nota da assessoria da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti), um novo decreto emitido na segunda-feira (19) autorizou o pedido das universidades estaduais. “A quantidade de horas autorizada é a mesma solicitada pelas universidades em 2017 para manter a normalidade das atividades no sistema estadual de ensino superior”, explica nota.

No comunicado de retorno das aulas, o reitor da Unicentro, Aldo Nelson Bona, explicou que os professores devem começar a dar aulas a partir de abril. “Nós temos agora o procedimento das contratações após essa autorização. Mas, tendo tido a autorização, podemos ter programado a partir de quando esses professores entrarão nas salas de aulas, ou seja, a partir do início do mês de abril, e assim, poder programar o Calendário Acadêmico sem prejuízos pedagógicos”, disse.

Total de carga horária autorizada

Universidade Estadual de Londrina (UEL) – 4 mil horas;

Universidade Estadual de Maringá (UEM) – 15 mil horas;

Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) – 6.300 horas;

Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) – 7.600 horas;

Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro) – 10 mil horas;

Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) – 5.005 horas;

Universidade Estadual do Paraná (Unespar) - 8 mil horas.

Texto: Da Redação/Hoje Centro Sul

Foto: Divulgação