facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1041 - Já nas bancas!
16/03/2018

Escola Furacão incentiva crianças ao esporte em Fernandes Pinheiro

Escola Furacão incentiva crianças ao esporte em Fernandes Pinheiro

A Escola Furacão é um dos principais investimentos em Fernandes Pinheiro no esporte atualmente, segundo o diretor do Departamento de Esportes Giovane Gonçalves dos Santos.

Para ele,é muito importante investir primeiramente nas crianças. “As crianças são um ponto que eu quero dar muita importância. Nós já participamos dos Jogos Giro Esportivo na cidade de Rio Azul. Já participamos do aberto de futsal em Rebouças. Teve uma reunião sobre a Copa Wisa, e surgiu a ideia de nós fazermos uma competição para as crianças, de 9 a 15 anos”, disse.

A Escola Furacão está com cerca de 150 crianças. Giovane salienta que o objetivo é tirar as crianças da rua.  “Como Fernandes é uma cidade pequena, ela sempre vai estar em desvantagem numérica com as outras. Não adianta a gente sonhar que vai ser campeão de um amador, ou de alguma outra categoria, só com o pessoal de Fernandes. O que a gente trabalha bastante é com as crianças, incentivar eles para a prática do esporte. Ao invés deles estar na rua aprontando, nós podemos contar com a Escolhinha que foi trazida, com treinamentos. Temos que trabalhar no esporte como educação, como lazer, como uma prática esportiva para o bem do corpo, da mente”, completou.

As inscrições para a Escola Furação são feitas de segunda-feira a sexta-feira das 8h às 17h no Departamento de Esportes. A faixa etária para poder fazer é a inscrição é dos 7 a 14 anos.

Adulto

O esporte adulto também tem crescido bastante no município. Giovane comenta sobre as competições do ano passado e desse ano. “O meu objetivo era sempre ter uma competição em andamento, sempre ter alguma coisa. Aqui em Fernandes por ser uma cidade pequena, o pessoal alega que nos finais de semana nunca tem nada, então, o ano passado foi o ano inteiro, tendo competições. No ano passado nós começamos o Campeonato Varzeanoe ainda está dando continuidade nele. Tem mais dois finais de semana para terminar, e assim que termine esse a gente já vai iniciar mais um no futebol de campo e mais dois no feminino e masculino no futsal”, explicou.

O diretor ainda comentou que no ano passado o município enfrentou dificuldades para participar de competições adultas porque não houve orçamento suficiente para cobrir gastos em transporte e jogadores. “Para poder trazer atletas de outros municípios também teria um gasto a mais, pois teria que pagar combustível e mais alguma coisa”, disse.

Texto: Da Redação/Hoje Centro Sul

Foto: Bruno Vivi/Hoje Centro Sul