facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1048 - Já nas bancas!
02/03/2018

Três agências bancárias são explodidas em ação de quadrilha em Palmeira

Três agências bancárias são explodidas em ação de quadrilha em Palmeira

Uma ação criminosa que durou 40 minutos assustou os moradores de Palmeira nesta madrugada de sexta-feira (02). De acordo com a Polícia Militar de Palmeira, uma quadrilha, formada por aproximadamente 15 homens, fez reféns, cercou a sede do 2º Pelotão da Polícia Militar, bloqueou rodovias e explodiu três agências bancárias localizadas no centro da cidade.

Todas as ações ocorreram simultaneamente durante a madrugada. Segundo a PM, a ação criminosa iniciou às 4h30min quando a sede da PM foi cercada por integrantes da quadrilha, que passaram a efetuar disparos de armas de fogo de forma a impedir a saída dos policiais de dentro da unidade. Não houve policiais feridos.

Ao mesmo tempo, duas rodovias foram bloqueadas. Membros da quadrilha interceptaram caminhões que trafegavam na BR 277 e na PR 151, com o propósito de interromper o tráfego.

Na BR 277, um caminhão interceptado e nele foi ateado fogo. Já na PR 151, a quadrilha realizou o bloqueio próximo à região da Colônia Benfica. Os integrantes da quadrilha abordaram uma carreta que trafegava pelo local, renderam um casal que ocupava o caminhão, fazendo o casal de refém durante toda a ação criminosa. Os membros da quadrilha atravessaram a carreta na rodovia e atearam fogo no caminhão.

Ao mesmo tempo, um veículo Pegeout passava pelo local. A quadrilha também o rendeu e os dois ocupantes do carro foram feitos de reféns. Ao todo, foram quatro reféns na PR 151.

Os membros da quadrilha levaram o veículo Pegeout e os reféns  até a área central de Palmeira. No local, a quadrilha realizou três explosões em três agências bancárias : Bradesco, Itaú e Caixa Econômica Federal. Todas as agências estão situadas na rua Conceição, principal via da cidade.

Conforme a PM, os alvos foram os caixas eletrônicos e os cofres das agências. Assim que a quadrilha finalizou a ação, os reféns foram liberados na área central, bem como o veículo Pegeout utilizado na ação. Os criminosos fugiram do local. Nenhum foi preso até o momento.

Reféns e testemunhas contaram à PM que os criminosos utilizaram armas longas e estavam usando roupas camufladas e colete.

Apreensão

De acordo com a Polícia Militar, o telefone de emergência tive diversas ligações informando sobre os acontecimentos da madrugada, no entanto, os policiais não conseguiram atender os chamados porque estavam cercados.

Após a ação, a PM isolou as agências bancárias para que o Esquadrão Anti-bombas pudesse fazer vistoria em busca de explosivos. A Polícia Científica também foi ao local para realizar a perícia.

A PM também apreendeu as munições deflagradas de calibres 5,55mm, 7,62mm e também de calibre ponto 40. Essas munições são de acesso restrito a forças policiais e militares.

Três veículos abandonados pela quadrilha também foram apreendidos: um Chevrolet Spin, um Renault Duster e um Volkswagen Fox. Os veículos estavam sem placas. A suspeita é que sejam veículos furtados.

Outro veículo, com diversos itens para bloquear rodovia, também foi encontrado na área rural de Palmeira, mas a informação ainda não foi confirmada oficialmente pela PM.

Durante a manhã, a BR 277 e a PR 151 foram interrompidas. A passagem foi liberada após as 8h30.

O caso é investigado agora pela Polícia Civil e pela Polícia Federal, já que um dos bancos atingidos (Caixa Econômica Federal) é público. A área continua isolada para perícia.

 

Texto: Da Redação/Hoje Centro Sul

Fotos: WhatsApp e Folha de Palmeira

Galeria de Fotos