facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1080 - Já nas bancas!
26/02/2018

Reuniões de Comissão Municipal buscam equacionar problemas de trânsito

Reuniões de Comissão Municipal buscam equacionar problemas de trânsito

Nas reuniões mensais realizadas pela Comissão Municipal de Trânsito, são levantados vários problemas da malha viária urbana de Irati, a relação entre motoristas e pedestres e maneiras de equacionar o tráfego em pontos críticos da cidade.

Pelo decreto 228/2017, devem obrigatoriamente integrar a comissão as secretarias de Planejamento e Coordenação, de Desenvolvimento Econômico (Indústria e Comércio), de Finanças, de Arquitetura Engenharia e Obras e de Serviços Urbanos, a Procuradoria, o Departamento de Transporte Escolar, Iratran, Fiscalização Tributária, Câmara de Vereadores, Associação Regional dos Engenheiros Civis (ARECI), Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, 21ª Ciretran, ACIAI e Associação Regional de Arquitetura e Urbanismo (ARIAU).

Entre as várias questões levantadas durante a reunião do mês de fevereiro, realizada no último dia 06, a maior parte delas precisará ser avaliada “in loco”. As principais discussões foram:

Verificação de faixas amarelas nas paradas de ônibus que estão regulamentados. Assunto deferido por unanimidade, será verificado e sinalizado onde for necessário.

Solicitação de pintura em amarelo no meio fio no cruzamento da Rua Alfredo Bufren com a Rua Barão do Rio Branco. A solicitação foi deferida por unanimidade, e será ainda colocada uma placa de embarque e desembarque em frente à Escola Lápis de Cor.

Sugestão de implantação de mão-dupla na Rua Coronel Pires, entre a Delegacia de Polícia e a Avenida Vicente Machado. Ficou deferida por unanimidade a implantação de mão-dupla, no entanto a subcomissão irá verificar “in loco” o impacto desta mudança, sobretudo na esquina com a Rua Doutor Correia, bem como verificação da sinalização horizontal e vertical necessária.

Estudo de mudança de preferencial na Rua João Cândido Ferreira, cruzamento com a Avenida João Stoklos (Perimetral), próximo ao Posto Integração. Ficou deferido por unanimidade que a Perimetral deve ser a via preferencial, no entanto a subcomissão irá verificar “in loco” qual a melhor forma para implantar esta mudança. A análise leva em consideração a estrada de ferro, o posto de combustíveis e a pouca visão no cruzamento com a Perimetral de quem trafega pela Rua João Cândido Ferreira sentido centro / bairro em virtude de um muro não chanfrado. Foi cogitada inclusive a implantação de uma mini rotatória que não interfira no cruzamento com a estrada de ferro.

Ofício 10/2017 de Rogério Luís Kuhn solicita implantação de ESTAR na Rua Doutor Correia, entre a Rua Coronel Emílio Gomes e Rua Alfredo Bufren. A solicitação foi deferida por unanimidade. O mesmo ofício traz a solicitação de pintura das guias e faixas nos espaços adjacentes à Câmara e o pedido foi deferido por unanimidade.

No Processo 9296/2017, Rosane Taborda de Mattos faz solicitação de estudos para implantação de duas faixas de pedestres na Avenida Noé Rebesco, sendo uma após a ponte do Moinho Honesko, e outra próxima à via de acesso ao Jardim Virginia. A solicitação foi deferida por unanimidade e a subcomissão irá verificar “in loco” o ponto para implantação das duas faixas de pedestres.

No Processo 9504/2017, Adriana Ivaszki de Faria solicita sinalização nos cruzamentos com a Rua Silvério Doniak, Bairro DER, em especial com a Rua Beija-Flor, em razão do risco de acidentes nos cruzamentos. A solicitação foi deferida para colocação de placas na Rua Silvério Doniak.

Proposta de Anderson Fillus para alteração do trânsito na esquina da Tratornew. O croqui da referida proposta foi apresentado no retroprojetor e, após discussões, ficou decidido que a subcomissão irá verificar “in loco”, e apresentar avaliação na próxima reunião.

Solicitação de sinalização indicando o Hospital Erasto Gaertner. A solicitação foi deferida por unanimidade tendo em vista que pessoas de cidades vizinhas fazem tratamento neste hospital. Um dos conselheiros comentou da necessidade de pavimentação no trecho da Rua Polônia, compreendido entre a Rua Coronel Pires e a Rua Espanha, trecho este que dá acesso ao Hospital Erasto Gaertner e encontra-se em más condições.

Em razão de que a maioria das propostas, solicitações e processos necessitam de acompanhamento “in loco” para constatação de viabilidade ou não, e o tempo necessário que isso demanda, optou-se por consenso, que as reuniões do Conselho de Trânsito passarão a ser bimestrais.

Assessoria PMI