facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1062 - Já nas bancas!
02/02/2018

Irati ultrapassa meta estadual de geração de emprego

Mais de mil vagas de trabalho foram preenchidas no ano passado

Irati ultrapassa meta estadual de geração de emprego

O município de Irati ultrapassou a meta estadual para a geração de empregos estabelecida pela Secretaria da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos (Seju). Em 2017, foram 1.077 vagas de emprego preenchidas, sendo que a meta era preencher 745 vagas. Houve um aumento de 144,62%. O número inclui as vagas para emprego temporário.

De acordo com o gerente da Agência do Trabalhador de Irati, Éder Leopoldo Kffuri, as áreas que mais empregaram em 2017 foram o setor industrial e o setor agrícola, com as vagas temporárias de trabalho nas colheitas de safras.

O número de vagas preenchidas também tem tido um crescimento nos últimos três anos. Em 2015, foram 839 vagas preenchidas. Em 2016, o número subiu para 913 vagas e em 2017, ultrapassou as mil vagas, chegando ao total de 1.077 vagas preenchidas.

Segundo o gerente, um dos fatores para o aumento do número de vagas foram as visitas feitas pela equipe da agência em diversas empresas. “É fruto das visitas que realizamos no ano passado. Começamos a visitar as empresas, explicar o serviço que a gente presta, que é totalmente gratuito.Muitas pessoas que visitamos não conheciam muito o serviço da agência. Achavam que era um serviço pago, que tinha alguma taxa”, contou.

Atendimentos

Apesar do número de vagas preenchidas ter aumentado na comparação com 2016, a quantidade de pessoas inscritas para atendimento, intermediação e mão de obra é grande, foi de 4.954.

No atendimento de Seguro Desemprego, 3.831 pessoas buscaram o apoio da agência e 3.056 seguros foram efetivados. Já nas carteiras de trabalho, 1.740 foram emitidas em 2017.

Os números totais dos atendimentos da Agência do Trabalhador de Irati incluem também municípios da região, como Mallet e Rebouças, que são atendidos pela unidade.

Novas vagas

No início do ano, as colheitas das safras são as principais áreas em que mais vagas de emprego surgem. No entanto, segundo Éder, neste ano, os trabalhadores rurais do município não conseguiram vagas na colheita da maçã. “A empresa teve um problema com os alojamentos e não levou pessoal daqui”, conta. Com isso, 40 vagas deixaram de ser criadas no setor.

Porém, o gerente da Agência do Trabalhador de Irati destaca que isso não indica diminuição geral das vagas. “Estamos confiantes nesse ano”, disse.

Um dos motivos é o setor industrial que deverá trazer mais vagas neste ano. Apenas para uma empresa há perspectiva de abertura de cerca de 40 vagas. “Mais algumas empresas no condomínio industrial. No comércio está diminuindo mais”, relata.

Jovem Aprendiz

Além das vagas das safras, a perspectiva da Agência do Trabalhador de Irati é que sejam abertas mais de 50 vagas para o Jovem Aprendiz a partir de março.

Capacitação

A experiência e a escolaridade ainda são os principais requisitos exigidos pelos empregadores. “O que a gente sentiu é que o empresário está contratando cada vez mais pessoas qualificadas. Eles exigem muito das vagas. Todas com experiência. Principalmente experiência e escolaridade”, relata Éder.

Por isso, ele aconselha que as pessoas invistam na capacitação para conseguir se inserir no mercado de trabalho. “É preciso tentar se capacitar nesses cursos gratuitos como do Senac, Instituto Saber, o Sesi”, disse.

A Agência do Trabalhador de Irati realiza essa orientação. Para isso é preciso ir até à agência, localizada na avenida Dr. Vicente Machado, nº 455, centro de Irati, com a carteira de trabalho.

Texto: Karin Franco/Hoje Centro Sul

Foto: Arquivo/Hoje Centro Sul

Galeria de Fotos