facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1017 - Já nas bancas!
18/12/2017

Editorial - ╔ preciso falar sobre isso

Editorial - ╔ preciso falar sobre isso

Uma atitude digna e corajosa, que merece o todo respeito. Assim pode ser avaliada a ação do pai da jovem vereadora do município de Rebouças que decidiu usar a tribuna da Câmara Municipal para expor publicamente o problema que a família enfrenta devido ao envolvimento da jovem com drogas.

Sem meias palavras, ele contou sobre o internamento da filha em uma clínica de recuperação e explicitou todo o amor envolvido na atitude. Mais do que qualquer dano à imagem da jovem política, ele se preocupou verdadeiramente com ela e com as consequências que o ato de “fazer de conta que não está acontecendo nada” poderiam trazer.  Quantas famílias não perderam seus filhos para as drogas, fingindo estar tudo bem, mantendo as aparências?

Todos nós conhecemos exemplos de que a omissão e a hipocrisia paternas diante de problemas deste gênero trazem resultados graves, tanto para as famílias como para a sociedade. Acidentes de trânsito e crimes são exemplos daquilo que costumeiramente pode vir junto com a falta de atitude das famílias quanto ao consumo de drogas pelos filhos.   

Vivenciar situações como a que o pai da vereadora citou deve realmente ser difícil. Falar sobre elas também não é nada cômodo. Entretanto, assim como o preconceito quanto ao problema existe, a solidariedade daqueles que querem o bem do próximo também é algo marcante. Poderá ser decisiva para superar o problema a força dada pelos amigos, conhecidos e até mesmo desconhecidos que souberam da situação e da atitude corajosa dos pais.

Nosso reconhecimento ao exemplo de amor demonstrado pela família Cabral e à oportunidade de colocar em discussão o tema, que aflige muitas e muitas famílias, de todas as classes sociais, credos, cores. Sim, é preciso falar abertamente sobre drogas para superar o problema enquanto é tempo e para que todos se deem conta de que a dependência química pode ser fatal.