facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1080 - Já nas bancas!
18/12/2017

Curso básico em Libras capacita profissionais de Irati

Curso básico em Libras capacita profissionais de Irati

Na última semana, houve a conclusão do Curso Básico em Libras (Linguagem Brasileira de Sinais), em cerimônia no Centro Administrativo Municipal (CAM).

A Libras é utilizada por deficientes auditivos, para a comunicação entre eles, e entre surdos e ouvintes.

Perto de 40 profissionais das secretarias de Assistência Social e de Educação passaram pela capacitação, que teve carga horária de 40 horas, com aulas duas vezes por semana, com três horas de duração cada.

Objetivos

O objetivo, além de capacitar continuadamente os profissionais,visa incentivar a inclusão social, diminuindo as barreiras do preconceito e melhorar os serviços prestados pela Prefeitura.Há projeto para outras etapas desta formação.

A Libras não é apenas uma medida paliativa para se estabelecer algum tipo de comunicação com os deficientes auditivos, mas é uma língua natural como qualquer outra, com estruturas sintáticas, semânticas e morfológicas, entre outros aspectos.

A diferença básica é que ela também utiliza a imagem para expressar-se. Para se aprender Libras deve-se, portanto, passar por um processo de aprendizagem de uma nova língua, tal como se faz quando se pretende falar e entender qualquer outro idioma que não seja o nativo.

Histórico

O nascimento da Língua Brasileira de Sinais é creditado à primeira escola para surdos no Brasil, fundada em 1857, hoje o Instituto Nacional da Educação de Surdos (INES). Na instituição, através da miscigenação de uma antiga língua de gestos brasileira com a língua de sinais francesa, que já estava fundamentada, obteve-se o embrião da Libras.

Em 2002 a Língua Brasileira de Sinais foi oficialmente reconhecida e aceita como segunda língua oficial brasileira, através da Lei 10.436, de 24 de abril daquele ano.

Em 2005, através do decreto 5.626, a língua brasileira de sinais foi regulamentada como disciplina curricular. Já em 2007, a estrutura de língua foi aplicada a Libras. Em 2010 foi regulamentada a profissão de Tradutor/ Interprete de Libras.

Texto/Foto: Assessoria PMI