facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1087 - Já nas bancas!
15/12/2017

Editorial - Qualidade premiada

Editorial - Qualidade premiada

Onze unidades básicas de saúde da região receberam nesta semana o Selo Bronze de Qualidade. O selo é uma certificação dada pela Secretaria Estadual de Saúde às unidades que cumprem 105 requisitos, desde a forma em que ocorre a gestão na unidade até o atendimento.

O objetivo da avaliação constante é fazer com que as equipes de saúde se aprimorem cada vez mais e tragam ao público um atendimento cada vez mais eficaz.

Os itens avaliados são os mais diversos: o atendimento, a estrutura da unidade, a gestão, a organização, os trabalhos de prevenção e controle, até mesmo a verificação se a unidade possui mecanismos para opinar sobre os serviços e estrutura.

Além do Selo Bronze, as unidades podem concorrer ao Selo Prata ou Selo Ouro, sendo que o total de exigências pode chegar a 124 itens.

A certificação está dentro da tutoria do Programa de Qualificação da Atenção Primária (Apsus), que apoia os municípios com a estrutura para a saúde pública.

É fato que a saúde pública nos municípios e em todo o país ainda precisa evoluir mais. Ainda encontramos atrasos de repasses e problemas de manutenção de equipamentos, sem dizer a falta de bons profissionais em lugares distantes de grandes centros.

No entanto, a conquista das unidades básicas mostra que atitudes simples ajudam a melhorar e novos pensamentos fazem com que a porta da saúde pública seja mais eficaz para os mais diversos pacientes.

A identificação dos horários e dos profissionais que estão disponíveis, disponibilização de meios para sugestões e até mesmo o controle da população com mais risco a doenças são atitudes simples e de gestão que transformam unidades de saúde.

Vale ressaltar também o empenho das equipes de Saúde da Família que estão na ponta atendendo os pacientes que chegam ao Sistema Único de Saúde. O trabalho desses profissionais é essencial para que o atendimento seja no mínimo satisfatório.

A conquista das unidades de saúde da região serve também de motivação a outras unidades que ainda não conquistaram a certificação. O recebimento do selo não é impossível. Cerca de 400 unidades no estado já foram certificadas e somente no ano passado, mais de 100 unidades receberam o Selo de Ouro.

O exemplo das unidades mostra que é possível, mas que também é necessário muito trabalho e esforço para que se chegue ao resultado visto nesta semana.