facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1010 - Já nas bancas!
20/11/2017

Recursos de R$ 4,4 milhões são liberados para construção de 50 casas em Rebouças

Recursos de R$ 4,4 milhões são liberados para construção de 50 casas em Rebouças

O presidente da Cohapar, Abelardo Lupion, a secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, e o prefeito de Rebouças, Luiz Everaldo Zak, assinaram nesta terça-feira (14) o termo de ajuste para as obras de construção de 50 casas populares em Rebouças, na região central do estado. A ação permitirá que famílias residentes em áreas de risco sejam realocadas para novas moradias sem pagar nada por isso.

 O município é o primeiro de um grupo de cinco da região beneficiado por ações de requalificação urbana do programa Família Paranaense, que prevê a construção de 474 moradias nesta etapa. “Quando se tem uma casa digna para morar a vida começa a se modificar. Os planos, a maneira de buscar a emancipação se modificam quando se tem um local seguro e tranquilo”, comentou a secretária Fernanda Richa.

 De acordo com Lupion, a licitação para a contratação da construtora responsável pela execução das obras, orçadas em R$ 4,4 milhões, está em andamento. Ele elogiou a forma integrada como os órgãos estaduais e municípios atuam no Família Paranaense. “É um programa inovador e que deve ser replicado por outros estados”, disse o presidente da companhia.

Além da retirada das famílias de áreas de risco ou de proteção ambiental, ocupadas irregularmente, estão incluídas ações complementares para proteção das áreas desocupadas; regularização fundiária; construção ou melhoria das unidades habitacionais e infraestrutura (pavimentação, galerias de águas pluviais, calçadas, acesso à água e esgoto e energia elétrica).

Segundo o prefeito, a revitalização da área, chamada de Vila Facão, era um desejo antigo da administração municipal. “São casas precárias de madeira, que necessitam dessa intervenção do poder público”, conta. “Haverá pavimentação e revitalização em toda a vila”, conclui Zak.

Outros Projetos

Prudentópolis deve construir 73 casas e reformar outras 13; e Imbituva, 170 moradias e melhorias em 22. Em Cantagalo, serão erguidas 115 unidades habitacionais e reformadas mais três, mais implantação de parque e construção de equipamento comunitário; e em Wenceslau Braz, construídas 66 casas e melhoradas 33, com recuperação ambiental de área de preservação permanente e construção de equipamento comunitário.

Texto/Fotos: Assessoria Cohapar

Galeria de Fotos