facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1003 - Já nas bancas!
10/11/2017

Dor na barriga: varizes podem ser a causa

Dor na barriga: varizes podem ser a causa

Desconhecida pela maioria das mulheres, a ocorrência de varizes pélvicas está mais presente do que imaginamos e pode ser a principal causa da conhecida dor no pé da barriga.

Estas varizes são definidas por veias varicosas internas e localizam-se na região baixa do abdômen, mais precisamente ao redor do aparelho reprodutor feminino. Geralmente estas varizes levam a sintomas muito desagradáveis.

Mulheres sofrem mais

A presença de varizes pélvicas é muito comum em mulheres entre os 30 e 40 anos, que já passaram por uma gravidez e que possuem uma tendência genética. Existem também outras causas, como a compressão de veias abdominais, por exemplo, a veia ovariana e a ilíaca interna.

Caracterizada pela presença de dor na região inferior do abdômen, ela geralmente piora antes e durante o período menstrual, provoca a sensação de peso e queimação na parte baixa da pelve ao longo do dia.

A dor pode apresentar piora ao realizar a posição de agachamento, esforço abdominal e também é muito comum se manifestar durante e após a relação sexual.

Dores podem ser varizes, você sabia?

Um sinal indireto dessa síndrome é a presença de veias varicosas atípicas, localizadas na região genital, virilha, face posterior e lateral da coxa.

O diagnóstico tem início em uma consulta com um especialista, o seu ginecologista e/ou um cirurgião vascular. Em todos os casos é necessário realizar exames complementares como Eco Doppler, Angioressonância, Angiotomografia e a Flebografia.

Infelizmente a dor no pé da barriga é uma doença pouco conhecida e divulgada, esse fato leva muitas mulheres a perderem sua autoestima e sofrerem de um quadro de depressão.

Como funciona o tratamento para a dor no ventre

O tratamento clínico é realizado com uso de medicamentos adequados, mas a realização de uma embolização, entupimento, é o tratamento mais adequado. Durante muito tempo os ginecologistas realizam a retirada do útero, tratamento que muitas vezes não apresenta melhora, podendo até mesmo piorar o quadro clínico do paciente.

Atualmente, a AngioLife, oferece técnicas menos invasivas na qual realiza a embolização com molas e espuma nas veias doentes. Para isso, é necessária uma estrutura hospitalar que possua um equipamento de hemodinâmica e pessoal capacitado para realizar a embolização.

Se você apresenta dores durante e após a relação sexual, cólicas menstruais intensas e dor em peso no abdome, especialmente no período menstrual, fique atenta: você pode ser portadora de varizes na pelve.

Converse com seu médico ginecologista, ele poderá avaliar seu caso de forma adequada e solicitar os exames necessários para o diagnóstico do problema. Se forem constatadas as varizes pélvicas, você deverá ser encaminhada a um Cirurgião Vascular para realizar o tratamento.

Entre em contato com nosso especialista na Angiologia e Cirurgia Vascular para pré-agendar a sua consulta. A equipe da Angiolife está preparada e capacitada para atuar no diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças vasculares.

Texto/Foto: Assessoria Angiolife