facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1005 - Já nas bancas!
23/10/2017

Projeto de Escola do Pinho de Baixo fica entre os sete melhores do Paraná

‘Televisando o Futuro’ da RPC destaca trabalho de reciclagem da Escola Rosa Zarpelon e premia mais duas escolas de Irati

Projeto de Escola do Pinho de Baixo fica entre os sete melhores do Paraná

Nesta quinta-feira (19), três escolas municipais de Irati receberam a surpresa da premiação no concurso ‘Televisando o Futuro’ da Rede Paranaense de Comunicação (RPC), do Instituto GRPCom. As Escolas Rosalina Cordeiro de Araújo e São Valdomiro receberam reconhecimento regional e a Escola Rosa Zarpelon, do Pinho de Baixo, ficou entre os sete melhores projetos de todo o Paraná.

A Secretaria de Educação de Irati está em festa e comemora os resultados obtidos pelas três escolas. O ‘Televisando o Futuro’ é um projeto de comunicação e educação da RPC promovido com base nos conteúdos midiáticos exibidos pela TV com temas sociais. Neste ano, o tema foi ‘Viver bem, que mal tem?’, que trata de discussões de como se melhorar a qualidade de vida.

Os alunos da escola do Pinho de Baixo desenvolveram o projeto ‘Liguem a TV: Vamos Estudar’ que trabalhou com a reciclagem no interior envolvendo toda a comunidade. A Escola São Valdomiro recebeu prêmio na categoria Ilustração com o aluno Bruno Solarski Schoeri e a professora Lady Laura Ribas e, a Escola Rosalina Cordeiro de Araújo, na categoria Histórias em Quadrinhos com o aluno Raul Zainedin da Rocha e a professora Gisele Simone Kovalski Primon.

“O ‘Televisando o Futuro’ é um projeto que tem o objetivo de trabalhar a televisão na sala de aula como um instrumento de educação. Nós reconhecemos os trabalhos desenvolvidos ao longo do ano e, a Escola Rosa Zarpelon, com o projeto sob coordenação do professor Allisson Zarpelon, foi premiada na categoria Práticas Pedagógicas”, explicou o representante do Instituto GRPCom, Lincoln Almeida.

Reciclando no interior

Como nas comunidades do interior não há a coleta seletiva de lixo, o assunto despertou a preocupação dos alunos e a escola tornou-se um ponto de recolhimento destes materiais. Com base no projeto da RPC, o professor Allisson desenvolveu as atividades pelo programa Mais Educação. “Estou muito surpreso e feliz com a notícia. O principal objetivo nosso com este trabalho foi dar destino correto ao lixo reciclável. Nós coletamos, o caminhão vem uma vez por mês e leva o material para as cooperativas”, disse.

“Toda a nossa equipe está contente em ser premiada com a metodologia do ‘Televisando o Futuro’ que propicia os nossos alunos uma aprendizagem bem significativa”, afirmou a diretora da Escola Rosa Zarpelon, Ana Maria Zarpelon. “Nosso projeto veio ao encontro do tema e estamos muito felizes e honrados com o trabalho bem desenvolvido. A nossa comunidade também deveria saber como foi importante este projeto nosso, porque toda a escola está envolvida”, destacou a coordenadora, Cíntia Zanrolensi Rossa, lembrando que as pequenas sacolas com materiais levadas até a escola fizeram a diferença.

Reconhecimento

A secretária de Educação, Rita de Cássia de Almeida, enaltece a importância do projeto. “Por meio das mídias, as crianças conseguem entrar no mundo virtual, digital e tecnológico. E, trabalhando com esta temática, veio o resultado. Ganhamos três prêmios, dois em nível regional e um estadual. Este é fruto do trabalho de um ano todo, que resultou nestas conquistas”. O município encaminhou, ao todo, 200 projetos para o concurso da RPC.

Texto/Fotos: Assessoria de Comunicação

Galeria de Fotos