facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 998 - Já nas bancas!
29/09/2017

Hemangiomas: como tratar marcas de nascença

Hemangiomas: como tratar marcas de nascença

Considerados uma má formação vascular, os hemangiomas aparecem principalmente na infância sendo conhecidos popularmente como marcas de nascença.

Estas marcas ocorrem devido a proliferação exagerada de vasos sanguíneos na pele e dão origem a manchas de diversas formas e tamanhos.

Os hemangiomas apresentam uma evolução benigna e geralmente não causam danos maiores. A maioria some deixando apenas marcas, causando prejuízo estético ou desaparecendo completamente.

Apenas hemangiomas que causam prejuízo respiratório, na visão, funcionalmente ou correm o risco de romper costumam ser tratados.

Os hemangiomas são classificados em:

Hemangioma cavernoso: malformação dos capilares e dos vasos sanguíneos.

Hemangioma fragiforme e tuberoso: que se desenvolvem nas primeiras semanas de vida e são proliferativos.

Hemangioma plano: é congênito.

Hemangioma tumoral: apresenta volume saliente.

Hemangioma capilar: situado na camada superior da pele.

Hemangioma vertebral: localiza-se na coluna vertebral.

Hemangioma hepático: é aquele que surge no fígado.

Como é realizado o diagnóstico das marcas?

A maioria dos hemangiomas superficiais podem ser diagnosticados através de um exame físico direto, pela simples inspeção local. Para os mais profundos ou combinados é necessário lançar mão de exames complementares como  uma tomografia computadorizada ou de uma ressonância magnética.

Às vezes em exames realizados por outros motivos aparecem hemangiomas, em diversos casos eles são assintomáticos (não apresentam sintomas). Frequentemente estas manchas estão associadas com outras condições patológicas, geralmente raras, também genéticas ou congênitas.

Tratamentos indicados para tratar hemangiomas

Até pouco tempo o tratamento mais indicado era o uso de corticoide, mas agora existem tratamentos alternativos. Na AngioLife Saúde Vascular temos tidos bons resultados com o uso de propranolol, resultando em uma redução dos hemangiomas, principalmente os mais graves em crianças.

Também já esta disponível na versão creme ou pomada, atualmente sendo testada para pequenos hemangiomas faciais que não necessitam de tratamento sistêmico ou cirúrgico.

tratamento com laser está sendo usado para tratar manchas planas e superficiais no rosto, mas exige várias sessões e costuma ser um pouco doloroso, mas com algumas técnicas de resfriamento da pele essa dor diminui bastante.

escleroterapia com espuma é outra opção, menos dolorosa. Importante salientar que geralmente mais de uma sessão é necessária para regressão da lesão e que essa nem sempre é completa e definitiva.

tratamento cirúrgico é indicado quando a lesão causada pelos hemangiomas está progredindo e invadindo áreas do trato respiratório, visão, mãos ou quando apresenta episódios repetidos de sangramento.

Hoje realizamos os tratamentos mais avançados para essas lesões, a avaliação inicial e o diagnostico diferencial é importante. Entre em contato com a equipe da AngioLife e pré-agende sua consulta para realizar o diagnóstico e o tratamento correto de hemangioma.

Texto: Cristiano T. Barbosa Pinto