facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1012 - Já nas bancas!
29/09/2017

Municípios da região entram na fase final do recadastramento biométrico

Irati está com pouca procura a três meses do fim do recadastramento; a um mês de terminar o período obrigatório, Rebouças e Rio Azul batem meta

Municípios da região entram na fase final do recadastramento biométrico

Após um período de grande afluxo de pessoas em busca do recadastramento eleitoral biométrico, o serviço registra, agora, pouca procura em Irati. Com encerramento marcado para 15 de dezembro, o índice chegou a 61,5% na última semana, o que corresponde a 27.858 eleitores.

“É pouco, se considerarmos que já tínhamos um número razoável de procedimentos efetuados antes, dentro da biometria ordinária”, diz Dirceu Wrobel Júnior, técnico judiciário do TRE e assistente de chefia do Fórum Eleitoral da 34ª Zona, que agrega Irati e Inácio Martins.

Para ele, o sistema montado, atualmente tem verificado até mesmo folga no atendimento. “Temos estrutura para atender 600 pessoas ao dia, mas tem dias que não chega a 200. A nossa meta ideal seria de 400 a 450 biometrias diárias. O que incomoda é que a maior parte deste público é da cidade, e que teoricamente, teria menos dificuldade em procurar o cartório”, comenta o técnico.

O atendimento em Irati está sendo prestado de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h15, sem intervalo para almoço, no Fórum Eleitoral, à Rua João Stoklos, 200.

Rebouças e Rio Azul

Enquanto isso, Rebouças e Rio Azul já bateram a meta um mês antes do fim do período de recadastramento. Em Rio Azul, o número foi alcançado no dia 15 de setembro, quando 69,5% do eleitorado já tinha se cadastrado, totalizando 7.866 eleitores revisados biometricamente. Rebouças atingiu a meta no dia 8 de setembro, tendo pouco mais de 8.000 eleitores revisados.

De acordo com o chefe do Cartório Eleitoral de Rebouças, Marcos Marco Aurélio Canever, com a atingida ocorrerá duas situações. “A revisão biométrica do município será homologada pelo Tribunal Regional Eleitoral, validando os trabalhos desenvolvidos independentemente do número de eleitores que ainda compareçam; e o prazo final para apresentação dos eleitores, previsto para o dia 20 de outubro, não será prorrogado”, disse.

Cerca de 7 mil eleitores ainda não compareceram. Se não o fizerem até o próximo dia 20 de outubro, terão o título cancelado. “Trabalhando com números de votantes da última eleição municipal de 2016, o Cartório Eleitoral estima que o número possa ser menor. De 20.211 eleitores que votaram na última eleição, estima-se que 4.175 eleitores ainda comparecerão à revisão, o que não afasta a possibilidade de filas nos últimos dias do prazo”, alerta o chefe do cartório.

Para o cartório eleitoral de Rebouças a meta ainda é manter o número do eleitorado acima de 20 mil. “Atingir a meta do recadastramento prevista pelo TRE é apenas uma etapa para a meta do próprio cartório, que é manter o eleitorado acima de 20.000 eleitores, número mínimo para que a sede da Justiça Eleitoral local não corra o risco de ser desativada. Segundo cálculos do Tribunal Superior Eleitoral, a 62ª Zona Eleitoral deve ter no mínimo esse eleitorado, sob pena de ser passível de extinção segundo uma norma publicada esse ano. Ainda, existe a perda da força política regional, que traz reflexos na conquista de emendas parlamentares e repasses de recursos aos municípios”, relata o chefe do cartório.

O horário de atendimento no Cartório Eleitoral de Rebouças é das 9h às 18h, sem fechar ao meio-dia.

Texto: Da Redação, com informações assessorias

Foto: Arquivo/Hoje Centro Sul