facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 991 - Já nas bancas!
11/09/2017

Campanha arrecada fundos para tratamento de padre iratiense

Padre Pedrinho Gavlak, da Paróquia Imaculada Conceição, em Teixeira Soares, passa por tratamento e terá que fazer exames complexos e caros

Campanha arrecada fundos para tratamento de padre iratiense

O padre iratiense Pedrinho Gavlak, que hoje está lotado na Paróquia Nossa Senhora da Imaculada Conceição, em Teixeira Soares, está enfrentando problemas de saúde e depende de exames complexos e de tratamentos caros. A professora Janete Luft, preocupada com a situação, tomou a iniciativa de iniciar uma campanha para arrecadar fundos para ajudar a custear o tratamento de saúde do sacerdote, que passou recentemente por duas cirurgias, que não apresentaram resultado imediato.

Janete destaca que o padre Pedrinho foi de importância crucial para a comunidade teixeira-soarense em duas ocasiões: primeiro, quando conquistou recursos vindos do exterior para a restauração da Igreja Matriz e, depois, quando a paróquia precisava de um pastor espiritual. “Agora é ele quem precisa de nós, pois está passando por um momento muito difícil. Ele está com um câncer severo. Ele fez duas cirurgias seguidas, que custaram R$ 50 mil. Hoje mesmo [quarta-feira, 30] ele estava fazendo um exame em Curitiba e precisava de R$ 4 mil”, explica.

A professora comenta que a ideia foi de lançar a campanha através das redes sociais, por entender que tanto a divulgação quanto a adesão popular são mais rápidas. Janete frisa que a comunidade de Teixeira Soares é bastante sensível no que diz respeito a estender a mão para ajudar quem precisa e que o auxílio esperado já começa a chegar. “Teixeira Soares se une pelas pessoas que precisam e, muito mais ainda, pelo padre Pedrinho, que é um colaborador constante, amigo, e resgatou nossa comunidade. Acredito que Irati, que teve o padre Pedrinho como pároco por bastante tempo também vai colaborar conosco”, diz.

Para a segunda cirurgia pela qual o sacerdote passou, a Diocese de Ponta Grossa pagou o equivalente a R$ 13,5 mil, de acordo com Janete. Ainda de acordo com a professora, os padres diocesanos possuem um plano de saúde, o Consaúde, que limita a cobertura ao Hospital Bom Jesus, em Ponta Grossa. A preocupação da idealizadora da campanha é no sentido de que, ainda que exista tratamento gratuito, via SUS, nesse caso, há uma corrida contra o tempo.

Um ouvinte sugeriu a realização de um evento beneficente para a arrecadação dos fundos para o custeio de exames e do tratamento do padre. Janete respondeu que a possibilidade chegou a ser pensada, no entanto, a demanda de levantar os R$ 4 mil para o exame, por exemplo, era imediata e ela entende que as redes sociais, pelo seu poder de impacto instantâneo, atendiam melhor a esse expediente do que um evento, que precisaria de tempo para ser preparado e realizado.

Mesmo assim, para os dias 4 e 5 de outubro já está prevista a realização de um grande bazar, na Ação Social Vianey, ao lado da igreja, e toda a renda será revertida em prol do tratamento do sacerdote. O bazar ocorrerá das 8 às 18h, nos dois dias.

Como fazer as doações

As doações podem ser direcionadas para a conta corrente 55017-5; agência 0719, Banco Sicredi. A conta está em nome do padre Pedro Gavlak.

Quem quiser, também pode fazer as doações pessoalmente, na Secretaria da Paróquia Imaculada Conceição, em Teixeira Soares.

Outras informações sobre a campanha pelos telefones (42) 3460-1139, com a professora Janete, ou (42) 3460-1352.

Texto: Edilson Kernicki/Najuá, com reportagem de Rodrigo Zub, Paulo Sava e Ademar Bettes

Fotos: Divulgação

Galeria de Fotos