facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1005 - Já nas bancas!
01/09/2017

Amcespar firma parceria com o Conselho de Arquitetura para melhorar o planejamento urbano

Um termo de cooperação foi assinado e foi instituído o Observatório Paraná Urbano em Irati, que fornecerá informações e dados aos gestores

Amcespar firma parceria com o Conselho de Arquitetura para melhorar o planejamento urbano

Um termo de cooperação entre a Associação dos Municípios do Centro Sul do Paraná e o Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU-PR) foi assinado na última quinta-feira (24). A parceria ocorrerá através do Observatório Paraná Urbano, que foi lançado em Irati na ocasião.

O Observatório Paraná Urbano tem o objetivo fornecer dados e informações para apoiar os municípios no planejamento do território urbano. “Estamos construindo um Observatório que visa organizar as informações, seja no aspecto legal, institucional, de normativas, para que isso fique a disposição dos gestores. A maioria dos gestores não tem equipes de todas as áreas, os recursos são poucos, então no sentindo de contribuir, mas também que passe a ser verdadeiramente profissionalizado nesta gestão. Vamos fazer um chamamento às instituições de ensino também que se interessem por essa área”, explica o presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU-PR), Jeferson Dantas Navolar.

Segundo ele, o Observatório Paraná Urbano deverá funcionar como um consultor aos gestores para que eles possam ter informações consistentes para determinar o futuro dos projetos e também valorizar o trabalho do arquiteto. “Nós vamos fornecer números, legislação, projetos de lei, estatística, indicar o melhor caminho para que o planejamento não seja uma coisa improvisada, seja permanente. O planejamento das cidades tem que ser permanente, com profissionais habilitados, com qualidade, e é isso que a gente quer ajudar”, disse.

A assinatura do termo de cooperação fez parte da programação do Fórum Regional do Conselho de Arquitetura e Urbanismo. O evento contou também com a apresentação do presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil do Paraná (IAB-PR), Luiz Reis, que explicou o funcionamento da instituição. Ele conta que há interesse para que se abra um Núcleo na região para serviços da entidade aos profissionais. “Estamos querendo fundar um Núcleo da região, onde os municípios têm seus arquitetos e nós queremos que esses arquitetos se filiem ao IAB”, diz.

Ele explica que entre os muitos serviços oferecidos estão cursos de aperfeiçoamento profissional e concursos onde os arquitetos podem ter oportunidade de realizar os seus trabalhos. “Agora acabamos de premiar um concurso em que foi feita a praça de Guaratuba. A praça central de Guaratuba que estava esquecida, muito pequena, agora vai passar por uma renovação e foi feito um concurso. São mais de 40 projetos do Brasil inteiro, foi um concurso nacional, e foi um sucesso, porque os trabalhos ficaram muito interessantes, o nível ficou muito alto e por exemplo, aqui na região, os prefeitos poderiam organizar concursos de ideias, para suas praças, para algum imóvel que tenha e queira restaurar, tudo isso é possível através do IAB”, relata. E ele acrescenta que os concursos podem ser em nível estadual ou nacional. “Traz muita projeção na região”, afirma.

O presidente da Amcespar, Junior Benato, destaca que o primeiro termo de cooperação técnica foi assinado com a associação. “Eu, como presidente da Amcespar, fico muito feliz porque o corpo técnico, que é o Conselho de Arquitetura e Urbanismo, pode muito bem nos ajudar a desenvolver os municípios fazendo a capacitação das nossas equipes, dos nossos urbanistas e arquitetos”, disse.

Júnior Benato ressalta que a base de informações disponibilizada poderá ajudar no planejamento dos projetos dos municípios. “Eles também têm uma base de informação muito grande, feita através de institutos que coleta e tabulação de informações, e ainda vem para a região colher o que temos de informações e características dos municípios. Isso vai ajudar para que cada município possa fazer projetos baseados em seu histórico”, explica.

Estiveram presentes no evento os prefeitos de Irati, Jorge Derbli, de Imbituva, Bertoldo Rover, de Rebouças, Luiz Zak, de Rio Azul, Rodrigo Solda, de Fernandes Pinheiro Cleonice Shuck, de Prudentópolis, Adelmo Klosowski, e o vice-prefeito de Guamiranga, Luis Antonio Panko. Também estiveram presentes representantes de cursos de ensino superior de Arquitetura da região, convidados e imprensa.

Valorização do profissional

Outro objetivo das entidades é a valorização do profissional de arquitetura. Segundo Luiz Reis, há diversas vantagens na contratação do profissional. “Nós sempre buscamos fazer entender que quando a pessoa contrata um arquiteto muito provavelmente acaba reduzindo o custo da sua obra, essa é uma grande vantagem”, disse.

Ele ainda destaca que com o profissional é possível ter uma qualidade melhor na obra. “Geralmente o arquiteto se preocupa muito com as questões relacionadas com o clima da região, então ele pode construir um edifício que seja mais adequado para a região em termos de clima, porque ele tem ferramentas para isso, ele estuda de forma profunda e isso pode ajudar a melhorar a qualidade da obra”, relata.

Sustentabilidade

O presidente do IAB-PR ainda destacou que a sustentabilidade é uma das grandes preocupações na área atualmente. “Hoje o nosso instituto tem uma preocupação muito grande com a sustentabilidade. Nesse ponto então quando se trabalha com arquiteto,  é obrigatório que ele se preocupe com a questão da sustentabilidade. Por exemplo, fazer ambientes onde a iluminação é adequada, que não precise usar energia elétrica de dia, que tenha janelas adequadas para isso. E são preocupações que o arquiteto tem e que depois da obra construída a pessoa tem uma redução de custos na manutenção do edifício também”, destaca.

Texto: Karin Franco/Hoje Centro Sul

Fotos: Karin Franco/Hoje Centro Sul e Vanderlei Kawa

Galeria de Fotos