facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1005 - Já nas bancas!
28/08/2017

Ecotroca volta a ser desenvolvido em Irati

Ecotroca volta a ser desenvolvido em Irati

Na quarta-feira (23), ocorreu o lançamento do Programa Ecotroca 2017, que voltou a ser desenvolvido em Irati com a participação de duas cooperativas de coletores de materiais recicláveis, moradores de quatro bairros da cidade e diversos agricultores familiares.

Através do Ecotroca deverão ser recolhidos 264 mil quilos de materiais recicláveis,  que serão trocados pelos moradores dos bairros Pedreira, Fragatas, Vila Matilde e Vila Raquel por 88 mil quilos de alimentos – frutas, verduras, ovos, panificados,  dentre outros. Estes alimentos serão adquiridos pelo poder público dos agricultores familiares.

A Prefeitura Municipal de Irati investirá R$ 230 mil para o desenvolvimento do Ecotroca, que é uma ação conjunta das secretarias de Agropecuária, Assistência Social e Meio Ambiente.  Os materiais recicláveis deverão ser entregues por aproximadamente 340 famílias moradoras dos bairros, serão destinados às cooperativas de catadores e possibilitarão a geração de renda.

“O Ecotroca tem este cunho de trazer renda, de cuidar da natureza e também melhorar a saúde das pessoas que consomem o alimento”, frisa o secretário municipal de Agropecuária, Abastecimento e Segurança Alimentar, Raimundo Gnatkowski. Sybil Dietrich, secretária de Assistência Social, acrescenta que a alimentação saudável é um direto de todos.

Ela também comenta que o programa permitirá a aproximação entre a comunidade e a gestão. “É o trabalho integrado das secretarias que vai fazer diferença no atendimento às famílias e retirada delas da situação de vulnerabilidade social. O Ecotroca vai permitir que a Secretaria de Assistência Social aproxime-se mais da população e fortaleça o diálogo, para resolver os problemas do cotidiano”, disse.

E, na questão ambiental, a expectativa é de que ocorra maior conscientização sobre a importância da separação do lixo, de acordo com o secretário interino de Meio Ambiente e Ecologia, Nilton Ribas.  “Em média 40% do que vai para o lixo pode ser reciclado. Então, isso é um dano para a natureza e o município de Irati hoje está com um passivo ambiental muito grande, relacionado ao aterro sanitário”, comenta.

Funcionamento

A equipe responsável pelo programa estará a cada 14 dias nos pontos de troca estabelecidos. Será mantido o limite de 20 kg de alimentos por família, sendo três quilos de recicláveis para um quilo de alimento. Ou seja, cada família poderá trocar até 60 kg de recicláveis por 20 kg de alimentos.

Presentes

Estiveram presentes no evento de lançamento do Ecotroca representantes das cooperativas, dos moradores, secretários municipais, funcionários públicos, vereadores, além do prefeito Jorge Derbli. 

Texto: Letícia Torres/Hoje Centro Sul

Fotos: Letícia Torres/Hoje Centro Sul e Assessoria PMI

Galeria de Fotos