facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1003 - Já nas bancas!
28/08/2017

Editorial - Respeito às diferenças

Editorial - Respeito às diferenças

A Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla que terminou na sexta-feira (25) trouxe neste ano a discussão sobre os direitos, necessidades e realizações das pessoas com deficiência.

A inclusão é um desses direitos que são garantidos por lei. No entanto, na prática, muito do que esta legislação prevê não acontece por situações diversas.

A maioria está ligada ao preconceito, desinformação e falta de conscientização de como fazer essa inclusão. Com isto, muitas pessoas com deficiência continuam não conseguindo ter oportunidades, mesmo com as garantias legais.

Os que mais sofrem são as pessoas com deficiência moderada a severa. Uma das razões é o fato de que os ambientes não são adaptados a essas pessoas que, apesar da deficiência, podem produzir e conviver em sociedade. No entanto, para que isso aconteça com sucesso, a sociedade precisa se adaptar a eles. As necessidades são diferentes do que as demais pessoas precisam e a forma de trabalho e interação também será diferenciada.

E isso não é impossível de acontecer. O trabalho feito pelas unidades ocupacionais da Apae Rural mostra que com dedicação e conscientização é possível ajudar as pessoas com deficiência a produzirem e a conviverem socialmente.

E isso é importante, pois é uma forma das pessoas com deficiência se sentirem parte da sociedade e úteis. Ao produzir, elas descobrem que são capazes de se desenvolver e ajudar a sua comunidade.

Mas para que isso aconteça, é necessário ajuda e ambientes adaptados, respeitando as diferenças, mas ao mesmo tempo proporcionando um modo de desenvolvimento para quem possui deficiência.

Infelizmente, muitos ambientes ainda não respeitam as particularidades das pessoas com deficiência. Por isso, a Apae é fundamental para acolher bem e oferecer o ambiente adaptado que as pessoas com deficiência não encontram em toda a sociedade.