facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1003 - Já nas bancas!
26/06/2017

Mais de 81% dos trabalhadores já retiraram o FGTS inativo

Prazo final para o saque do FGTS/ Contas inativas é 31 de julho. Agora está em andamento a quarta etapa de saques e a quinta etapa inicia dia 14 de julho

Mais de 81% dos trabalhadores já retiraram o FGTS inativo

Mais de 81% dos trabalhadores que, de acordo com a Lei nº 13.446/17, tinham direito ao saque do FGTS/ Contas inativas já retiram o dinheiro. O valor equivale a aproximadamente 95,2% do total disponível no período.

Nesta quarta etapa, que teve início dia 10 deste mês, os nascidos em setembro, outubro e novembro podem retirar o dinheiro. Segundo a Caixa Econômica Federal, 7,5 milhões de brasileiros devem sacar cerca de 11 bilhões do FGTS.

Mais de duas mil agências abriram no sábado, no dia 10/06 para atender aos trabalhadores. Em Irati, a Caixa trabalhou das 9h às 15h, e antecipou a abertura nos dias 12, 13 e 14/06 para atendimento exclusivo.  

O gerente geral da Caixa Econômica Federal de Irati, Divonei Baptista Trindade, conta que nos primeiros dias houve uma grande movimentação, porém a situação já normalizou. “Na abertura do Calendário o movimento aumenta consideravelmente e atendemos uma média de 700 pessoas por dia, principalmente no sábado e nos dias 12, 13 e 14/07 quando houve abertura antecipada. Esta semana o movimento foi bem considerável, porém a partir de quinta-feira o movimento de pessoas com demandas sobre o FGTS/Contas inativas diminuiu e até o próximo calendário deve ficar dentro da normalidade,” comenta.

Trindade também afirma que em Irati não ocorreram muitos problemas. “Os pagamentos estão ocorrendo dentro da normalidade, mesmo com a demanda expressiva na procura de informações, sendo importante ressaltar quem tem direito de sacar, e os canais de atendimento que facilitam o acesso às informações”, ressalta.

O trabalhador que tem direito ao FGTS/Contas inativas e perceber alguma irregularidade pode entrar em contato com o serviço online da Caixa, no site www.caixa.gov.br/contasinativas, onde pode verificar o valor, a data e os canais disponíveis para realização do pagamento. Outra opção é o telesserviço, pelo número 0800 726 2017, para também obter informações. Em ambos os atendimentos é preciso informar o número do CPF e PIS/PASEP (NIS).

Em caso de qualquer outra dúvida, o cidadão deve procurar uma agência, e levar os documentos de identificação, também a Carteira de Trabalho ou termo de rescisão. Esses documentos facilitam a consulta.

 Valores

Quem tem conta poupança na Caixa o valor é depositado automaticamente, conforme o calendário. Quem é correntista pode optar por receber o valor diretamente na conta, para isso, é preciso solicitar pelo site ou número do telesserviço.

Para saldos até R$ 1,5 mil, pode-se sacar diretamente no caixa eletrônico apenas com a senhado Cartão Cidadão, saldos acimas de R$ 1,5 mil a R$ 3 mil também tem essa facilidade, mas precisa ter em mãos o Cartão Cidadão.

Os locais para saques variam de acordo com o valor do FGTS inativo. Valores até R$ 3 mil podem ser retirados em casas lotéricas ou correspondentes da Caixa, com o cartão cidadão. Já para saques acima desse valor deverão ser feitos exclusivamente nas agências da Caixa. Para valores superiores a R$ 10 mil será necessária a apresentação da carteira de trabalho ou documento que comprove a extinção do vínculo do trabalho. 

5º lote

O quinto e último lote começa dia 14 de julho, e os nascidos em dezembro poderão retirar o FGTS inativos até o dia 31 de julho. A estimativa é que as agências funcionem no sábado, dia 15 de julho, para atender a todos. Assim como aconteceu nas demais etapas. 

A Caixa orienta que os trabalhadores consultem nos canais de atendimento a melhor opção de pagamento. E para quem for até uma agência, levar a carteira de trabalho, independente do valor de retirada, para agilizar o atendimento.

Prazo final

Os valores das contas inativas estarão disponíveis para saque até o dia 31/07/2017. Quem ainda não fez o saque – considerando o calendário determinado pela Caixa Econômica Federal –, mas tem direito, pode fazer.  Após essa data o trabalhador só poderá retirar em outro tipo de saque, como aposentadoria, aquisição de moradia própria, entre outros.

Texto: Jaqueline Lopes/Hoje Centro Sul com informações de Assessoria

Foto: Karin Franco/Hoje Centro Sul