facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 952 - Já nas bancas!
27/03/2017

Vereadores elencam problemas e questionam superintendente da Sanepar

Vereadores questionaram sobre falta de água, extensão de esgoto na área rural e no perímetro urbano e sobre a vinda de um Escritório Regional da Sanepar para Irati

Vereadores elencam problemas e questionam superintendente da Sanepar

Falta de água, ausência do Escritório Regional da Sanepar em Irati, extensão da rede de esgoto e demais demandas, foram temas da reunião do Legislativo na tarde do dia 20, com o superintendente Regional da Sanepar, Fabio Leal Almeida.Também participaram do encontro o chefe de gabinete da prefeitura, Paulo Secco e o assessor do deputado federal Sandro Alex, José Brustolim Neto.

O presidente da Casa, Helio de Mello, vice-presidente Roni Surek, 1º secretário Marcelo Rodrigues e os vereadores Alberto Schereda, Edson Luís Elias, José Bodnar, Rogério Luís Kuhn e Valdenei Cabral da Silva fizeram reivindicações em nome da população ao superintendente, solicitando principalmente a extensão da rede de esgoto na área rural e no perímetro urbano, seja no centro ou nos bairros. De acordo com os vereadores existem muitas reclamaçõesda população, que há anos clama por melhores condições de tratamento da rede deesgoto, “uma questão de dignidade, saúde e economia”.

Conforme Fábio, tais reivindicações devem ser repassadas ao Executivo, para que o mesmo faça a solicitação à Sanepar e seja elaborado um Plano Municipal de Saneamento Básico, com foco nos estudos financeiros para prestação do serviço, definição das tarifas e outros detalhes.

Sobre a vinda novamente do Escritório Regional da Sanepar para Irati, Fábio afirmou que esta é uma luta para o próximo governo, que deverá criar um novo formato do Escritório, “para esta gestão não dá mais tempo”. Outra pergunta feita pelos vereadores foi em relação à falta de água recente na cidade. De acordo com Fábio, um motor do Poço 3 queimou e durante a troca do mesmo, houve um acidente.“Mas todas as medidas foram tomadas para que o abastecimento fosse restabelecido o mais breve possível”.

Os vereadores solicitaram também ao superintendente maior fiscalizaçãoem relação ao trabalho realizado pelas empresas terceirizadas, tendo em vista as inúmeras reclamações por parte dos munícipes como, por exemplo, dos buracos deixados em várias vias da cidade, após a conclusão dos serviços prestados. Fábio se comprometeu de aumentar esta fiscalização e reafirmou a meta da empresa, onde as terceirizadas passarão por treinamentos.

O superintendente também destacou importantes investimentos para Irati. De acordo com ele, até setembro serão investidos mais de R$ 4 milhões no aumento de captação da água, que servirá principalmente para abastecer os pontos onde a água falta por primeiro e volta por último. Também frisou o investimento de mais de R$ 6 milhões destinados a readequação e aumento da rede de abastecimento de água, com prazo de execução de 24 meses, o que, nos próximos anos,evitará os problemas de falta de água.

Outra obra citada por Leal já com recurso assegurado refere-se à adequação do sistema distribuidor no Distrito do Guamirim, onde serão realizados projetos internos com previsão de término em 1º de abril de 2018. Sobre obras no sistema de esgotamento sanitário, conforme Fábio não há investimentos em projetos em andamento.

Os vereadores agradeceram as informações repassadas pela Sanepar, os quais pretendem acompanhar os trabalhos da empresa daqui para frente, fiscalizando, cobrando e auxiliando no que for necessário.

Texto/Foto: Assessoria CMI