facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 970 - Já nas bancas!
20/03/2017

Estrada a Itapará recebe 28 km de adequação

Estrada a Itapará recebe 28 km de adequação

A Secretaria Municipal de Serviços Rurais executou na última semana 28 km de adequação na estrada que liga os distritos de Gonçalves Júnior e Itapará. Toda a extensão da estrada recebeu atendimento com correção e abaulamento de leito, áreas de escape para água da chuva, novos bueiros, correção de pontos de atoleiros, patrolamento e cascalhamento em diversos trechos da via. Também foram providenciados em vários locais, alargamentos de pontos da via e remoção de vegetação que invadia a estrada.

Foram corrigidos todos os pontos críticos da via principal, visando dar melhores condições para o escoamento da safra. Também foram concentrados os serviços nesta via em razão da tradicional Romaria à Igreja Assunção de Nossa Senhora, que acontece neste final de semana. Equipes da Prefeitura, inclusive, auxiliaram na melhoria da estrada e estacionamento que ficam próximos ao local do evento. A exemplo das semanas anteriores, também desta vez os serviços foram estendidos ao dia de sábado.

Segundo Pedro Hanex, presidente da comissão da Igreja Assunção de Nossa Senhora, “é um trabalho bem feito, realizado com cuidado” e que está satisfazendo os produtores e moradores das localidades.

Linha F e outras localidades também atendidas

Outra estrada fundamental que foi recuperada no período foi a que liga Itapará a Linha F. Praticamente intransitável, o trecho precisou ser refeito integralmente, numa extensão de quatro quilômetros, com eliminação de atoleiros, ampliação da largura da via, patrolamento e revestimento primário. Em vários pontos foram retirados arbustos das margens, que faziam muita sombra e retardavam a secagem da estrada após período de chuva.

Ainda durante a semana, foram adequados cinco quilômetros da estrada que vai de Linha F a Pinheiro Machado. A exemplo das demais, a via também ganhou novos bueiros, patrolamento e cascalhamento. Trabalho de readequação de via também foi levado à estrada de Cadeadinho até Cadeado Santana, e seguirá até a saída na BR-277. O mesmo serviço foi executado na estrada que vai de Cerro da Ponte Alta em direção à Barra do Gavião, num total de seis quilômetros.

Simultaneamente, para dar conta do volume necessário de revestimento, prosseguem os serviços de extração e britagem de cascalho na cascalheira do Canhadão, com equipe fixa de trabalho. “Alguns serviços, por ocasião do mau tempo, ficaram sem concluir e serão retomados no menor prazo possível”, esclarece o secretário de serviços rurais Anselmo Stadykoski.

Novas frentes de trabalho já estão sendo definidas

Stadykoski comenta que “tão logo sejam encerrados todos os pontos necessários na estrada de Itapará, as equipes e maquinário serão distribuídos em vários pontos no interior de Irati. Uma das máquinas seguirá imediatamente para Pirapó. Outra vai para a Serra dos Nogueiras, a fim de atender produtores de soja da safra atual”.

O secretário prossegue explicando que “outra máquina vai a Campina do Guamirim, no sentido Água Quente, Coloninha, Taquari e região. Uma máquina ficará em Itapará, para atender Campina Branca, Vista Alegre, Canhadão, Papuã dos Fiori, Faxinal dos Antônios e Faxinal dos Neves”.

Anselmo complementa que “Campina Branca, Linha E de Itapará e outras comunidades receberão atendimento nos próximos dias”. E esclarece que “trabalhos de reparos em algumas estradas de acessos a propriedades se justificam em função da existência de moradores com problemas de saúde ou com necessidades especiais”.

Novos pontos de ônibus serão instalados em breve

A Secretaria de Serviços Rurais também vem trabalhando no preparo de áreas que receberão novos pontos de ônibus. No trecho de Gonçalves Júnior serão oito pontos distribuídos em seis locais.

Como a estrutura já vem pronta e montada, a Prefeitura apenas define o local e providencia a base que receberá o novo ponto de ônibus. Serão dois na Escola dos Colonizadores e dois em Itapará. Os demais serão instalados em Cadeadinho, Rio do Couro, Pinheiro Machado e Pinhal Preto. A previsão é que estejam funcionando nos próximos 15 dias.

Além disso, na semana passada, também foi trabalhado o acesso à Escola dos Colonizadores, com cascalhamento, adequação para estacionamento dos ônibus e das ruas em torno da escola para garantir manobras com segurança.

Texto/Fotos: Assessoria PMI

Galeria de Fotos