facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 970 - Já nas bancas!
01/03/2017

Prefeitura vai estudar alternativa de desembarque do ônibus na Escola de Gonçalves Junior

Proprietário não aceitou acordo de ceder espaço para contorno do transporte. Alunos estão desembarcando ao lado da escola

Prefeitura vai estudar alternativa de desembarque do ônibus na Escola de Gonçalves Junior

Na manhã desta quarta-feira (22), o prefeito Jorge Derbli esteve na Escola dos Colonizadores, em Gonçalves Junior, para discutir sobre a área utilizada pelo transporte escolar para embarque e desembarque dos alunos. O proprietário de um terreno ao lado da escola fez uma cerca provisória, onde o ônibus faz o contorno, utilizando, aproximadamente, 5 metros. Ele alega que aquele espaço faz parte de sua propriedade e não deseja ceder ao transporte.

Para o embarque e desembarque dos alunos, foi criada uma pequena rua de acesso à escola, ao lado da estrada da localidade. Então, para o ônibus deixar os alunos no portão da escola, é necessário que o veículo faça um pequeno contorno. Porém, este contorno, envolve o espaço de um terreno rural.

Depois de discussões entre os donos da propriedade rural, a escola, e até o envolvimento de pais de alunos, o prefeito Derbli, acompanhando da equipe da Secretaria de Educação, realizou a última tentativa de negociação do espaço para o transporte escolar fazer a volta. O dono contou que, durante as obras da escola, que foi concluída no fim de 2016, a Prefeitura, em nenhum momento, o contatou sobre o uso de um pedaço de seu lote.

“Como não houve um acordo em diálogo com o proprietário, a Prefeitura vai estudar alternativas e rever a faixa de domínio. Os alunos ainda vão continuar a descer e tomar a condução ao lado da escola, até que encontremos a melhor forma de acertar esta situação”, afirmou Derbli.

Estrada para Itapará

No mesmo dia, o Prefeito também aproveitou para tratar com os secretários de Serviços Rurais e Urbanos, Anselmo Stadykoski e Claudemar Marques, sobre melhorias na estrada do perímetro urbano até o Itapará. O engenheiro do município e vereador, José Bodnar, acompanhou a equipe.

Os serviços na região já começaram nesta semana. “As comunidades de Cerro do Canhadão, Rio do Couro, Cadeado do Santana estão sendo atendidas. O Itapará está recebendo cascalho. Também há frentes de trabalho no Rio Corrente de Baixo e de Cima”, contou Stadykoski, responsável pelo interior. No mês de março, haverá o Cicloturismo e a Romaria no Itapará, e o município fará uma grande equipe para readequar a via, de acordo com o prefeito.

Derbli também visitou a Escola do Itapará, conhecendo a estrutura e as demandas necessárias para melhorar o espaço de ensino.

Texto/Foto: Assessoria PMI