facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 969 - Já nas bancas!
20/02/2017

Rebouças adiantará recadastramento biométrico para evitar filas

O Cartório Eleitoral de Rebouças fará o lançamento do recadastramento biométrico nesta segunda-feira (20), em sua sede

Rebouças adiantará recadastramento biométrico para evitar filas

O município de Rebouças fará uma solenidade nesta segunda-feira (20) para anunciar a antecipação do período de recadastramento biométrico no município. Originalmente, o período seria de 3 de agosto a 20 de outubro. No entanto, para evitar filas, o cartório de Rebouças começará a recadastrar eleitores a partir de fevereiro. “Como a gente acha que esse tempo de agosto a outubro é um pouco apertado pelo número de eleitores, o cartório de Rebouças está desde o ano passado buscando parcerias, buscando ampliar a sua capacidade de atendimento para começar a atender os eleitores antes”, conta o chefe do cartório, Marco Aurélio Canever.

O recadastramento biométrico é um recadastramento de eleitores feito nacionalmente pela Justiça Eleitoral. Neste recadastramento são colhidos dados atuais dos eleitores, além de assinatura digital, foto digital e recolhimento das digitais de todos os dedos das mãos.

O recadastramento começou no Brasil nas eleições de 2008, onde mais de 40 mil eleitores de Colorado do Oeste (RO), Fátima do Sul (MS) e São João Batista (SC) foram identificados biometricamente. No Paraná, os municípios de Balsa Nova e Campo Largo foram os primeiros, seguidos de cidades maiores.

No caso de Rio Azul e Rebouças, o recadastramento biométrico é obrigatório para todos os eleitores. “Quem não se cadastrar até 20 de outubro vai ter o título cancelado. Então o ideal é que a pessoa não deixe para última hora, temos experiência em outras cidades como Cascavel de filas de 4, 5 horas para se recadastrar”, alerta.

Região

O recadastramento biométrico também deverá ocorrer em outras cidades da região. No entanto, muitos cartórios eleitorais deverão seguir o calendário estipulado pela Justiça Eleitoral e não anteciparão o recadastramento. Isso porque os cartórios alegam estar com poucos funcionários para atender uma grande demanda de pedidos.

É o caso dos cartórios de Irati e Teixeira Soares, que atualmente estão realizando o recadastramento apenas para quem for fazer alguma alteração no título. Segundo a chefe do cartório eleitoral de Irati Daisy ClerFilla De Oliveira, o procedimento do recadastramento deverá durar aproximadamente 20 minutos.

Os cartórios de Mallet e Imbituva também informaram que estão com poucos funcionários para atender um grande público. Por isso, apesar de já estarem fazendo o recadastramento biométrico, os cartórios não tem realizado grandes campanhas ou chamamentos, com o objetivo de evitar uma demora no atendimento. Assim como Irati, as alterações de títulos já estão sendo realizadas com o recadastramento biométrico.

Já o cartório de Prudentópolis tem tentado adiantar o trabalho, convocando algumas comunidades do interior, cada uma por um período. Contudo, o eleitor de determinada comunidade convocada que não comparecer, terá que ir obrigatoriamente ao cartório durante o período estipulado pela Justiça Eleitoral.

Os cartórios têm esperado o período da Justiça Eleitoral porque neste tempo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PR) deverá contratar funcionários extras que ajudarão no recadastramento nos diversos municípios do estado.

Períodos de recadastramento na região

Irati (Irati e Inácio Martins) – 19/06/2017 a 15/12/2017

Imbituva (Guamiranga/ Imbituva/ Ivaí) – 10/07/2017 a 10/11/2017

Prudentópolis (Prudentópolis) – 10/07/2017 a 10/11/2017

Teixeira Soares (Fernandes Pinheiro / Teixeira Soares) – 24/07/2017 a 06/09/2017

Mallet (Mallet / Paulo Frontin) – 09/08/2017 a 29/09/2017

Rebouças (Rebouças / Rio Azul) – até 20 de outubro

Fotos/Texto: Karin Franco/Hoje Centro Sul

Galeria de Fotos