facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 997 - Já nas bancas!
20/02/2017

Unicentro adia início do ano letivo

A Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO) comunicou na tarde de quinta-feira (16) o adiamento do início do ano letivo de 2017, previsto inicialmente para segunda-feira (20). O adiamento é por tempo indeterminado.

Em comunicado, a universidade explicou que a decisão foi tomada devido à ausência até o momento de autorização do Governo do Estado para contratação de professores colaboradores.

“Após consultas às diversas instâncias administrativas e pedagógicas da instituição, tomou-se a decisão coletiva de protelamento do começo das aulas em todos os seus cursos de Graduação”, diz o comunicado.

O assunto voltará a ser discutido coletivamente na próxima sexta-feira (24), em reunião do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE).

Causas

No comunicado, a Unicentro explicou que a decisão foi tomada para garantir a qualidade de ensino da universidade.

O comunicado também explica as ações realizadas até então. “Desde o segundo semestre de 2016, a Administração Superior da Universidade tem realizado inúmeros esforços junto às instâncias do Governo do Estado do Paraná no sentido de obter autorização para contratação de carga horária adequada destinada a docentes colaboradores (temporários), visando suprir as necessidades institucionais e assegurar o bom andamento das aulas”, disse.

A universidade segue explicando que foram realizadas negociações a respeito do assunto. “Inúmeras reuniões ocorreram desde então, especialmente em Curitiba, além da apresentação de argumentação técnica detalhada por escrito quanto à necessidade das contratações; A argumentação em questão inclui a informação de que, devido a gestões realizadas internamente, a carga horária necessária para 2017 é 6% inferior ao montante do ano passado, o que resulta em economia de recursos públicos”, relata.

A universidade também justifica no comunicado que a não contratação desses professores inviabiliza o inicio das aulas. “Sem estes novos professores, não é possível atender cerca de 700 turmas, as quais representam aproximadamente 1/3 de salas de aula sem docentes. É fundamental ressaltar que a Unicentro é um patrimônio do Paraná e uma das mais importantes forças impulsionadoras do desenvolvimento científico, social e econômico do Centro-Sul do Estado, proporcionando a seus habitantes um total de 68 cursos de graduação presenciais, todos gratuitos e que necessitam de quadro docente completo para o funcionamento correto”, explica.

Texto: Da Redação, com informações de assessoria