facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 946 - Já nas bancas!
09/12/2016

Alunos orientados por instrutora do Senar de Irati ganham1º e 2º lugar no Programa Empreendedor Rural

Alunos orientados por instrutora do Senar de Irati ganham1º e 2º lugar no Programa Empreendedor Rural

Agricultores das regiões Centro Sul e Sul do Paraná participaram, na última sexta-feira (02), doEncontro Estadual de Empreendedores e Líderes Rurais 2016, promovido pelo Sistema FAEP/SENAR-PR. Os produtores e lideranças rurais de praticamente de todos os municípios do Estado foram recepcionados pelo presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR, ÁgideMeneguette, que destacou: “O que o país mais precisa é o que vocês sabem fazer de melhor: trabalhar, produzir. Mais do que nunca o Brasil precisa de gente consciente que trabalhe, que crie riquezas”. Aproximadamente 5 mil produtores e lideranças do setor rural paranaense marcaram presença no evento, que ocorreu no Expotrade Pinhais, para a premiação do Programa Empreendedor Rural (PER) e dois alunos que tiveram a orientação da instrutora iratienseCarenKelliJenczmionki foram premiados e obtiveram o primeiro e o segundo lugar no PER.

“Nesse ano, 88 projetos vindos de todo o Paraná foram avaliados nos dias 8, 9 e 10 de novembro. Destes 88 projetos, foram pré-selecionados dez que foram convidados a estarem no dia do evento e, entre esses dez alunos, dois foram instruídos por mim”, destaca Caren.

O primeiro lugar foi para Gustavo Freyhardt, de 21 anos, da cidade de União da Vitoria eteve o auxilio da instrutorairatiense. O projeto que o vencedor desenvolveu tem o tema: Investimento em benfeitorias da leiteira, visando o bem-estar animal e a qualidade da vida familiar. “A ideia do projeto veio no dia a dia, onde a gente percebeu que estávamos falhando em algumas coisas”, comenta Gustavo.

Assim que ganhou o prêmio, o jovem citou os resultados positivos obtidos. “Estou muito feliz e realizado com essa premiação. Ao longo do curso percebi o quanto a gestão faz a diferença na propriedade rural”, disse.  Gustavo relatou ter mudado a sua forma de ver sua propriedade. “O Programa projetou novos horizontes na nossa propriedade, porque tivemos uma nova maneira de olhar para toda a parte que envolve a gestão, os custos de produção e as receitas da fazenda”, acrescenta.

O segundo lugar também ficou para um aluno da instrutora CarenKelliJenczmionki. Hezion Eduardo Naiverth, de 36 anos, morador de Paula Freitas garantiu o prêmio no Programa Empreendedor Rural com o projeto: Otimização da produção de alimentos através do investimento em um sistema móvel de irrigação e benfeitorias. Ele destaca como foi o desenvolvimento do projeto. “Há vários anos nós já somos produtores de melancia e nós sentíamos a falta de chuva, então desenvolvemos um sistema de irrigação, com esse projeto a nossa expectativa é que consigamos tirar mais produção em menos área”,comentou.

Feliz com a segunda colocação, Naiverth disse: “Agradeço ao SENAR pela oportunidade do curso, que permitiu mudar minha visão e gestão da propriedade”.

CarenKelliJenczmionki elogia os projetos da região, que foram vencedores.  “Eu sabia que os dois projetos tinham chance de ganhar, mas foi uma surpresa ter os dois projetos como primeiro e segundo lugar, isso mostra que o trabalho foi bem feito, os dois se esforçaram muito para ganhar, foi merecido”.

A terceira colocação foi para Maringá, Carolina Ferreira Porto, com projeto intitulado Mais renda, por favor. Ela desenvolveu um projeto para diversificar as atividades na propriedade de 24, 2 hectares.

Os três primeiros colocados ganharam uma viagem internacional, o destino ainda será revelado, mas os vencedores já podem começar os preparativos para a viagem.

 

Programa Empreendedor Rural

O Programa Empreendedor Rural (PER) foi criado pelo SENAR-PR em 2003 e é totalmente gratuito para os agricultores e pecuaristas. Para manter o programa, parte do valor pago pelos produtores rurais através da nota do produtor vai para a FAEP, que direciona para o SENAR.  Esse programa estimula as habilidades do produtor e desenvolve as competências e políticas sociais sustentáveis.

Tem o objetivo de oportunizar ao participante uma visão mais clara de seu papel na sociedade brasileira, para que ele possa melhorar a sua qualidade de vida e de sua família. O participante necessita compreender as inter-relações entre sua atividade e os demais setores da economia e o que a sociedade espera dele. Durante o curso, o participante passa por cinco etapas, diagnóstico, planejamento estratégico, estudo de mercado, engenharia de projetos e avaliações, em cada etapa o aluno recebe um suporte para poder realizar na prática tudo que lhe é ensinado. Durante 20 encontros os produtores podem tirar suas dúvidas.  O Programa Empreendedor Rural é apontado com um dos principais realizados pelo SENAR.

“Durante o curso e através de todas as análises realizadas pelos produtores em suas propriedades eles são convidados a desenvolverem um projeto, onde eles colocam no papel um histórico e um diagnóstico da propriedade, os recursos físicos, humanos e sociais disponíveis”, comenta Caren. 

 

Avaliação dos projetos

Os critérios adotados para eleger os melhores projetos foram: Planejamento estratégico, estudo de mercado, engenharia de projetos, avaliações (economia, financeira, ambiental e politica social), apresentação e redação nos projetos. Os projetos são enviados para uma comissão julgadora, entre eles estão professores da UFPR, da Esalq-Usp e técnicos do Sistema Faep/Senar-Pr, do Sebrai e da Faep.

Caren comenta que apesar da premiação ser um momento festivo e agradável, o foco principal do Programa Empreendedor Rural (PER) é auxiliar o produtor. “O foco principal desse projeto é ajudar o produtor rural a melhor administrar sua empresa rural, implantando uma nova atividade, ampliando as atividades já existentes, garantindo uma maior rentabilidade e sustentabilidade e, assim melhorando a qualidade de vida das pessoas”, comenta.

 

Lançamento de Campanha

O Encontro Estadual de Empreendedores e Líderes Rurais 2016 ainda serviu de palco para o lançamento da Campanha Nacional de Combate ao mosquito transmissor da Dengue, Chikunguya e Zika. Para o ministro da Saúde, Ricardo Barros, que apresentou detalhes do programa, o evento permite atingir cada município do Paraná, pois os produtores poderão disseminar as informações.

“Esse evento demonstra a força da agricultura que sustenta a balança comercial do país. Esse trabalho do Empreendedor é fundamental para qualificação, profissionalização do produtor rural. Isso permitiu aumentar a produção sem aumentar a área”, destaca Barros.

Fotos:Texto: Silmara Andrade/Hoje Centro Sul

Galeria de Fotos