facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1012 - Já nas bancas!
25/11/2016

Escola de quadrinhos iratiense irá apresentar trabalhos na ComicCon

Baluarte – Escola, Estúdio e Comicsmostrará capas de seis trabalhos que participarão da ComicCon em evento de inauguração em janeiro

Escola de quadrinhos iratiense irá apresentar trabalhos na ComicCon

Com oito meses de funcionamento, a Baluarte – Escola, Estúdio e Comics anunciou a data de seu evento de inauguração: Dia 27 de janeiro de 2017, às 19 horas, na Associação da prefeitura em Irati.

Um dos principais eventos da noite de inauguração será o lançamento das capas de seis trabalhos produzidos pelos alunos. Esses trabalhos também serão expostos em duas edições da ComicCon, um dos maiores eventos de quadrinhos do mundo. Uma das edições será em San Diego, nos Estados Unidos, e a outra no nordeste brasileiro.

 “Agora a escola tem departamentos. Ela trabalha com a parte de cursos, com a parte de estúdio atendendo prefeitura, editoras, tenho professores que trabalham com a Marvel Comics, eu trabalho com quadrinhos americanos. Além de dar o curso, a gente leva junto para dentro do estúdio para profissionalizar”, conta o proprietário da Baluarte, Murilo Pepe.

Segundo ele, a ideia é produzir histórias que sejam ambientadas na região de Irati. E um dos meios é a editora que foi criada dentro da escola. “Ela vai fazer editoração a partir de agora com os alunos e de projetos que sejam daqui de Irati”, disse.

Mendigo Nerd, Irati – A menina Zumbi e Super D são alguns trabalhos realizados e que irão para a Comic Con. “A gente vai contar histórias que sejam de Irati, quadrinhos Marvel, quadrinhos que sejam com histórias com cenário daqui, porque todo o quadrinho que você lê americano tem cenário de Chicago, e aqui vamos usar cenário do Parque Aquático, da Santa, a gente vai usar os pontos turísticos de Irati e fazer as histórias que o povo sempre conta”, disse.

Atualmente, a escola já atende mais de 420 alunos de toda a região e deve crescer ainda mais já que uma das novidades do próximo ano é a ampliação das aulas para o interior do município. “Agora o foco do ano que vem é atingir o pessoal do interior”, conta Murilo. Um dos primeiros lugares será Guamirim que terá aulas em uma escola. “A gente teve o pedido de 86 alunos que fizeram o ofício para a gente entrar lá, com os cursos na escola do Guamirim”, explica. Gonçalves Jr também está nos planos da escola, que analisa a formação das turmas.

A escola ainda dá oportunidade de formação a quem não possui condições. Quem está cadastrado no CRAS não paga mensalidade e quem paga particular, paga apenas uma R$50, valor abaixo do mercado.

Localizada na Estação Rodoviária de Irati, a escola deverá ainda implementar a Gibiteca, uma biblioteca com 15 mil quadrinhos que poderá ser disponibilizada para a consulta do público que não está matriculado na escola.

Segundo Murilo Pepe a intenção é criar profissionais que fortaleçam o mercado paranaense e até mesmo brasileiro. “Nosso plano é tornar Irati um pólo artístico, esse é o maior plano. O plano da Baluarte é esse: Atingir sucessores, e não um sucesso. A gente quer mesmo multiplicar o que a gente tem, o que atingiu, não guardar só para gente”, conta.

Para isso, Murilo conta que planeja fortalecer primeiro o mercado interno através de trabalhos com projetos de lei com o Poder Público para valorizar ainda mais o trabalho autoral. “Nós queremos mudar o mercado da ilustração e da imagem”, conta. Segundo ele, apesar de o ilustrador ter um piso salarial bom, é necessário que o seu papel seja valorizado no mercado de trabalho, para garantir ainda mais postos. Murilo explica que na região e especialmente em Curitiba, já há números muito positivos que mostram a existência de demanda e que é possível até montar uma faculdade de ilustração no futuro. “Mostrando esses números, podemos encaminhar para uma faculdade”, disse.

Texto: Karin Franco/Hoje Centro Sul

Foto: Divulgação

Galeria de Fotos