facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 969 - Já nas bancas!
11/11/2016

Infraestrutura necessária

Infraestrutura necessária

Uma das reivindicações mais realizadas pelo empreendedor brasileiro é o incentivo por parte do Poder Público para que os  negócios prosperem.

Os tipos de incentivos pedidos são diversos, mas o que mais repercute é a infraestrutura. Seja a energia elétrica, as telecomunicações ou até mesmo a conservação das rodovias. Estes são alguns dos fatores considerados por várias empresas como justificativa para repensar os seus investimentos num local.

Em Irati, há décadas os empresários instalados no Condomínio Industrial da Vila São João têm sentido a falta de investimento em infraestrutura. O acesso precário, sem asfalto e com diversos buracos, prejudica o transporte das mercadorias fabricadas no local. E esse é apenas um dos problemas de uma região que ainda tem problemas de documentação e encanamento fluvial.

Mesmo com esses problemas, outras empresas locais querem concessões de uso de terrenos localizados no condomínio da Vila São João. Os pedidos já estão tramitando na Câmara de Vereadores e o Poder Público vê neles uma forma de aumentar as vagas de emprego na cidade, e consequentemente, a arrecadação.

Mas, mais do que isso, o ato dos empresários demonstra que há o interesse de investir no município. O que é necessário é uma maior atenção a este setor, e principalmente, às micro e pequenas empresas, que são as que mais sustentam o mercado de trabalho local.

O investimento às pequenas e micro empresas foi, inclusive, uma das indicações do Sebrae que entregou aos candidatos durante a eleição um Guia do Candidato. Os candidatos em Irati receberam também uma cópia.

Ao contrário do que muitos pensam, este incentivo não precisa ser apenas em relação aos impostos, mas principalmente, à infraestrutura. Uma cidade com boas ruas, onde é possível escoar mercadorias de forma segura, com boas condições de energia elétrica para produzir em larga escala, boas condições de telecomunicações para realizar negócios de longa distância e planejamento são condições perfeitas para ajudar qualquer empresário a prosperar.

Como já está em final de mandato, não há muito que se fazer. O desafio ficará para a próxima gestão que deverá também saber lidar com o novo Plano Diretor que está em tramitação na Câmara Municipal. O novo plano prevê modificações nas áreas dedicadas à indústria e a nova administração deverá encontrar maneiras de cumprir as novas determinações.