facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1177 - Já nas bancas!
07/11/2019

Centro da Juventude: Mais uma obra que Derbli entrega para população

Obra estava paralisada desde 2011, foi retomada no ano passado e será entregue à comunidade nesta quinta-feira (07). Saiba a situação de outras obras em Irati que também estavam paradas

Centro da Juventude: Mais uma obra que Derbli entrega para população

Depois de uma paralisação de mais de oito anos, a obra do Centro da Juventude de Irati foi concluída e finalmente será inaugurada nesta semana, na manhã desta quinta-feira (07). São aproximadamente de 5.300 metros quadrados, com espaços destinados para a prática de esportes, lazer e atividades culturais.

Iniciada em 2010, paralisada em 2011 devido a uma judicialização, a obra pôde ser retomada no ano passado e, para finalizá-la, novos investimentos precisaram ser feitos tanto pelo Governo Estadual quanto pela Prefeitura de Irati. “Conseguimos cumprir a meta de concluir mais uma obra que estava parada”, disse o prefeito de Irati, Jorge Derbli.

O Centro da Juventude fazia parte de uma lista de obras paradas  que a administração tem buscado concluir. “Das 36 obras que nós pegamos paralisadas e em andamento, nós ainda temos apenas duas ou três”, comenta Derbli.

Das obras já entregues e inauguradas estão locais como a creche da Vila São João, a UBS do Joaquim Zarpellon e a Praça do CEU, também na Vila São João.

Outras obras retomadas estão prestes a serem entregues, como é o caso do Centro Cultural do Guamirim, que poderá ser inaugurado ainda neste mês, e também a UPA da Vila São João, que precisa de um gerador para que possa ser entregue à população.

No entanto, há ainda obras que o município precisa finalizar como no caso do ginásio de esportes, o teatro Denise Stoklos e o prédio da nova prefeitura, que deverá abrigar a Guarda Municipal e o Iratran (Departamento de Trânsito de Irati).

Retomada

Durante o período em que ficou parada, a obra sofreu com avarias como enchente, depredação por vândalos e a própria ação do tempo.

O processo de retomada contou com novos investimentos do Governo do Estado e Município, além de uma nova perícia, um novo levantamento de custos, licitação e liberação de ordem de serviço. “A obra foi retomada em 2018, através de um novo registro de cotação de serviço de engenharia. Este tipo de situação foi para que retomássemos a obra do Centro da Juventude, que estava abandonada desde duas gestões anteriores”, conta o secretário de Arquitetura, Engenharia e Urbanismo, Adriano Batista.

Obra ficou mais cara

Com as avarias, foi necessário aumentar o investimento. Além do valor destinado pelo Estado, o município de Irati investiu mais de R$ 800 mil de contrapartida e precisou fazer um aditivo de R$ 150 mil para uma nova impermeabilização da piscina. No total, a obra custou R$ 3,5 milhões.

“Onde a prefeitura iria utilizar R$ 150 mil de recurso próprio, em contrapartida, tivemos que gastar aproximadamente R$ 1 milhão para concluir”, relata Derbli. “É uma obra com muito esforço e muito recurso, que poderia ser utilizado em outros espaços que é uma demanda muito grande. Gastamos mais de R$ 800 mil do que o previsto. Se não fosse por administrações anteriores terem deixado essa obra aqui ao relento, teríamos economizado”, conta o prefeito.

Uma das dificuldades da retomada da obra foi com a área da piscina que, sem manutenção, acabou criando trincas e danos na estrutura, podendo até ser inutilizada. “Esse tipo de piscina é uma piscina em alvenaria, em concreto. Essa piscina tem que ter água para que justamente toda a parte de isolamento, parte impermeabilização, ela não ceda. Então, a piscina exerce uma pressão negativa, que faz com que as paredes se tornem presas, e evita a parte da impermeabilização aconteça. E aqui estava até um caso de foco de dengue na época, em outras gestões foi presenciado junto à Vigilância Sanitária”, conta o secretário.

O Centro da Juventude de Irati foi construído por meio do termo de Convênio nº 109/2009, firmado entre o Governo do Estado, Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca), Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano (Sedu), o Serviço Social Autônomo Paranacidade e o município de Irati.

Os recursos são oriundos do Fundo da Infância e da Adolescência (FIA) do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca), através da Deliberação nº 04/2009.

Inauguração

A inauguração  do Centro da Juventude será nesta quinta-feira (07), às 11h30, com a presença do secretário da Justiça, Família e Trabalho do Governo do Paraná, Ney Leprevost.

Estrutura e funcionamento

O Centro da Juventude conta com piscina, sala multiuso, sala de dança, quadra poliesportiva, pista de skate, teatro de arena, biblioteca, laboratório de informática, auditório, rádio comunitária, estúdio de gravação e piscina semiolímpica.

O grande objetivo do Centro da Juventude é o resgate de adolescentes e jovens, entre 12 e 18 anos, que se encontram em situação de vulnerabilidade e risco social, promovendo atividades culturais, esportivas e de lazer, bem como, reforçar vínculos familiares e comunitários, criando cidadãos responsáveis e preparados para o futuro.

O funcionamento deverá ser das 08h às 22h horas, de segunda a sábado.  Entre as atividades que serão desenvolvidas neste novo espaço estão:  esportes (natação, futsal, vôlei e basquete), prática de skate e oficinas de artes marciais, informática, teatro, danças folclóricas e contemporâneas, radialismo e jornalismo. O Centro também propiciará cursos profissionalizantes, de artes em geral, e eventos relacionados à promoção da cidadania, lazer e convivência familiar e comunitária.

Outras obras já retomadas

UPA da Vila São João –  “Tem uma previsão de ser ainda neste ano a entrega, que está faltando apenas uma parte de gerador para funcionar 24 horas, que precisa de um gerador de energia que faça em um caso de emergência, em caso de falta de luz, o gerador funcione para que os equipamentos hospitalares estejam funcionando”, explica o secretário de Arquitetura, Engenharia e Urbanismo, Adriano Batista.

Nova prefeitura – O prédio será revertido para abrigar a Guarda Municipal e o Iratran. “A prefeitura conseguiu um acordo judicial com a empreiteira, reassumimos a obra e estamos trabalhando com recursos do Iratran”, conta o prefeito Jorge Derbli. E o secretário de Arquitetura detalha: “Foi feito uma conclusão de alvenaria e estamos trabalhando para colocar uma nova licitação de vidros que foram também vandalizados”. A nova licitação ainda deverá incluir serviços de drywall, gesso e parte elétrica.

Novo Ginásio de Esportes - “Está em um processo de quase aprovação de uma segunda planilha de serviços e orçamento. Será feito uma licitação, e já temos a garantia do governo [do Estado] para terminar o ginásio de esportes”, explica o prefeito.

Teatro Denise Stoklos – A conclusão do teatro deverá ser feita pelo Governo Estadual, responsável pela obra. A Prefeitura de Irati disponibilizará uma casa de passagem para abrigar os índios que estão no local. “Tão logo tenhamos um local para os índios que lá estão, o governo irá retomar a obra. Se Deus quiser, para o ano que vem deverá estar em andamento a obra do teatro”, disse o prefeito.

Texto: Da Redação/Hoje Centro Sul

Fotos: Ciro Ivatiuk/Hoje Centro Sul

Galeria de Fotos