facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1142 - Já nas bancas!
12/12/2018

Empresa já está autorizada a iniciar obras na PR 364, entre Irati e São Mateus

Empresa já está autorizada a iniciar obras na PR 364, entre Irati e São Mateus

A Construtora Triunfo está autorizada para iniciar as obras na PR 364, no trecho que liga Irati a São Mateus do Sul. A ordem de serviço foi emitida na segunda-feira (03) pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR).

A empresa ainda não iniciou os trabalhos e está na fase chamada mobilização, período em que se contratam funcionários para trabalhar na obra e também define o local de instalação do canteiro de obras. Juntamente com o início dessa fase, também começam as avaliações para as futuras negociações das desapropriações de propriedades localizadas nas áreas atingidas.

De acordo com o processo licitatório, a empresa possui dois anos, contados a partir da ordem de serviço, para fazer a pavimentação. Mais de 49 km receberão o tão sonhado asfalto, além de obras de acesso aos munícipios.

A escolha da empresa para realizar a obra ocorreu através de uma licitação internacional, já que há recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A obra terá um custo de R$ 108.916.703,33, são 31,5% a menos do que a estimativa inicial de R$ 159 milhões. Segundo a assessoria do DER-PR, os pagamentos serão feitos conforme os serviços forem sendo executados e serão fiscalizados pelo departamento.

A construtora ainda não entregou o plano de trabalho ao DER-PR, com o cronograma de execução e planejamento da obra. Contatada, a Construtora Triunfo preferiu não se manifestar, afirmando que todas as informações sobre o projeto, cronograma e obra serão divulgados pelo DER-PR.

Projeto

De acordo com o projeto divulgado na licitação, a pavimentação deverá seguir o traçado original. Apenas nos 1,2 mil metros finais, no trecho próximo a Irati, haverá um desvio para tirar o fluxo da área residencial.

A obra será uma pista simples e contará com acostamento de dois metros para cada lado. Além disso, em São Mateus do Sul, três quilômetros já estão pavimentados e devem ser recuperados.

O projeto ainda prevê que os acessos que forem interrompidos por cortes ou aterros maiores que 1 metro serão relocados com estrada cascalhada até um local seguro.

O DER-PR também pediu que em determinada altura do trecho, a empresa já disponibilize uma infraestrutura para um futuro posto da Polícia Rodoviária Estadual.

Obras

Além da pavimentação de todo o trecho de 49 km, o projeto também prevê que a empresa realize algumas obras para melhorar o trânsito do local, especialmente nos acessos.

Uma delas é em São Mateus do Sul, que deverá contar com uma ciclofaixa para ciclistas e pedestres que passam pelo local. Segundo o projeto, essa obra deverá ser realizada no acesso à Petrobrás.

Outra obra requisitada é no interior de Rebouças, no acesso, onde está previsto a construção de uma rotatória para dar segurança na rodovia.

Em Irati, será feita uma das principais intervenções. Além do desvio do traçado original, o acesso, localizado no encontro com a BR 153, ganhará nova forma. Será construída uma trincheira, isto é, haverá uma alça de acesso à cidade de Irati e uma passagem inferior sob a rodovia existente que fará o acesso à cidade de Rebouças. O antigo acesso ao Bairro Riozinho será ligado à PR 364 por uma rotatória.

Outra intervenção será a travessia do Rio Turvo, onde será feita uma ponte. Atualmente, a travessia é feita através de uma galeria. Segundo o projeto, a nova ponte terá 13,6 metros de comprimento para atender a descarga estimada no tempo de recorrência de 100 anos. O projeto ainda inclui contenções para proteger os encontros da ponte das recorrentes enchentes na região.

Desapropriações

A pavimentação entre Irati e São Mateus do Sul incluirá desapropriações ao longo do trecho, devido à obra de adaptação da via, especialmente por causa do acostamento e obras de acesso.

No projeto, a estimativa do custo das indenizações devido às desapropriações foi feita com base em imobiliárias locais.

A estimativa total das indenizações é de mais de R$ 778 mil. As indenizações em São Mateus do Sul devem girar em torno de quase R$ 20 mil. Em Rebouças, o valor será de quase R$ 69 mil. Já em Irati, as indenizações devem chegar a R$ 690 mil.

 

Texto: Karin Franco

Fotos :1, 2 – Arquivo/Hoje Centro Sul

3, 4, 5, 6 – Reprodução

7 -Leticia Torres/Hoje Centro Sul

 

Galeria de Fotos