facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1099 - Já nas bancas!
23/11/2018

Novembro Azul alerta para cuidados na saúde do homem

Mais do que apenas alertar para o câncer de próstata, Novembro Azul quer alertar homens sobre a necessidade de ficar atentos à sua saúde, realizando todos os anos exames que possam diagnosticar e prevenir diferentes tipos de doenças.

Novembro Azul alerta para cuidados na saúde do homem

A Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem (PNAISH), criada pelo Ministério da Saúde, em 2009, reforça e incentiva a adoção de estratégias para a promoção, proteção e recuperação da saúde do homem. O objetivo é incentivar os homens a cuidarem melhor da saúde, a estarem mais atentos à importância da prevenção e ao diagnóstico precoce. Esse também é o intuito do Novembro Azul, realizado neste mês, e que alerta para os riscos do câncer de próstata, visando ainda conscientizar sobre os cuidados com a saúde do homem.

Hábitos saudáveis e o acompanhamento preventivo são meios conhecidos para ter um envelhecimento com qualidade de vida. Porém, os homens costumam dar menos atenção à saúde e realizam menos consultas médicas do que as mulheres. Uma pesquisa divulgada pelo Ministério da Saúde mostrou que no Paraná, 34% dos entrevistados não tinham o hábito de ir em estabelecimentos de saúde, e desses, 55% informaram que o desinteresse é motivado por nunca ter precisado, falta de interesse ou porque não gosta de hospital.

Outra situação é que muitos homens deixam de cuidar da sua saúde pelo simples fato de se sentirem constrangidos ao realizar determinados procedimentos. “Os homens tem uma história de difícil adesão ao sistema de saúde. Eles não vão. A proporção masculina é muito menor do que a feminina ao cuidado a saúde”, explica Jacira Isidoro, enfermeira e coordenadora da Atenção Primária de Irati.

Segundo o médico uro-oncologista, Guilherme Maia, os cuidados com a saúde do homem devem ser feitos desde o nascimento pelo pediatra. “A atenção à saúde em urologia é um processo contínuo, desde o nascimento com o pediatra e o urologista pediátrico, para avaliar questões relacionadas à fimose e testículos não descidos (criptorquidia). Depois na adolescência, onde avaliamos e orientamos questões sobre a iniciação sexual, doenças sexualmente transmissíveis (DSTS), vacina de HPV, dores e torção testicular. Já na fase adulto jovem acompanhamos com problemas de fertilização e desejo de vasectomia, até o idoso com a prevenção das doenças prostáticas, crescimento benigno e câncer de próstata”, explica.

Já com o foco na prevenção do câncer de próstata, especificamente, os homens devem iniciar o acompanhamento por volta dos 45 anos.  Para quem tem fatores de risco (genética, afrodescendente, tabagista, obesidade) com 40 a 45 anos, e para aqueles sem fatores de risco o início da prevenção através de exames pode ser a partir dos 45 a 50 anos.

Por que é importante os homens cuidarem da saúde?

Quando falamos em saúde do homem, a primeira coisa que vem a cabeça é o exame realizado para diagnosticar o câncer de próstata. Porém, esse tema é muito mais abrangente. Muitas doenças podem ser evitadas ou diagnosticadas com antecedência. “Quando se fala em saúde do homem pensamos em próstata, e aí eles falam: ‘Eu não vou fazer o exame do toque’. Não é isso apenas, o homem não é só uma próstata. O homem tem pulmão, ele tem olhos, ele tem coração, ele tem artérias, enfim, tem uma série de órgãos que precisam de cuidados também” explica Jacira.

Para Guilherme, o fato do homem ir menos ao médico é uma questão cultural. “Essa é uma questão cultural que tem mudado a cada ano. A falta de informação e o medo de possíveis complicações no tratamento das doenças prostáticas como a perda da função erétil, ainda é o principal fator de distanciamento dos homens ao urologista. A questão do toque retal, também ainda é um tabu em algumas regiões, que associam esse exame a perda da masculinidade”, disse.

Jacira destaca que alguns homens passam anos sem visitar um médico e sem fazer exames. “É importante que o homem vá ao médico para ver como está o colesterol, para ver como está o triglicerídeos. É importante fazer esses exames para ver como está essa máquina, que é o corpo humano. Não é só o carro que precisa trocar a graxa, todo mundo precisa se cuidar”, fala.

Além de consultas e exames anuais, o homem também precisa cuidar do físico. “Os hábitos devem ser aqueles que previnem doenças cardiovasculares, como não fumar, manter um peso adequado, boa alimentação rica em frutas e verduras, diminuir consumo de alimentos industrializados e de origem animal, fazer exercício físico regularmente”, explica o médico.

 De acordo com Guilherme, muitas doenças podem acometer o homem durante o envelhecimento, as que estão mais em evidência são as doenças localizadas na próstata.  “As doenças mais comuns do envelhecimento do homem são: HPB (hiperplasia prostática benigna), o aumento do tamanho da próstata, que é bastante sintomático e o câncer de próstata, câncer de órgão único mais comum do ser humano”, fala.

Além de doenças genéticas, os homens assim como as mulheres podem ser infectados por doenças sexualmente transmissíveis. As mais comuns são aquelas que não colocam a vida do casal em risco, isso em casos de monogamia. “Felizmente as DSTS mais comuns são doenças de fácil controle e que não colocam a vida do casal em risco. São elas: o HPV, a famosa verruga ou crista de galo; a herpes, pequenas bolhas agrupadas e dolorosas, que desaparecem com 15-21 dias e fungos da região genital (candidíase)”, explica o médico.

Guilherme destaca que é necessária uma maior informação sobre os cuidados necessários. “É necessário que os homens tenham informação adequada. A divulgação de forma mais rápida pela internet, não só pelos urologistas, mas também pela população de maneira geral”, fala.

Vale lembrar que o câncer de próstata é considerado de terceira idade, já que três quartos dos casos acontecem a partir dos 65 anos e o risco pode ser maior em quem tem histórico familiar da doença. Ainda não existem exames adequados para o rastreamento do câncer de próstata e a melhor alternativa hoje é manter uma alimentação saudável, não fumar, ser fisicamente ativo e visitar regularmente seu médico.

Cuidados

Alguns sintomas podem mostrar alterações do sistema reprodutor, principalmente na próstata. Caso apresente alguns desses sintomas é preciso procurar um médico:

• Dificuldade para urinar

• Necessidade de urinar mais vezes (principalmente à noite)

• Urgência para urinar

• Dificuldade para iniciar ou parar o fluxo urinário

• Jato urinário fraco, reduzido ou interrompido

• Sensação de esvaziamento incompleto da bexiga

Irati

Para chamar a atenção dos homens para os cuidados com a saúde, a Prefeitura de Irati está oferecendo diversas atividades. “A Secretaria Municipal de Saúde se propõe a buscar esses homens e a trazê-los. Estamos fazendo palestras nas empresas, onde tem uma concentração grande de homens, foi feito inclusive no começo desse mês, no dia 13 de novembro, uma atividade na FV de Araújo, que foi oferecido teste rápido, foi feita cerca de 60 a 70 testes rápidos para detecção de algumas doenças”, fala Jacira.

As unidades de saúde da cidade estão recebendo decoração com o tema Novembro Azul. Além do tema do mês que é a prevenção do câncer de próstata, a Secretaria está chamando atenção para outros tipos de cuidados. “Estamos trabalhando principalmente através de decoração de unidades, para que eles vejam a importância, o que é esse bigodinho, até o material que as unidades estão usando, eles recortam, eles montam painéis, eles escrevem no painel, a atenção à doenças e vacinas”, salienta a enfermeira.

Texto: Silmara Andrade

Foto: Pixabay

Galeria de Fotos