facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 1087 - Já nas bancas!
10/10/2018

Política em Questão - Por Letícia Torres e Ciro Ivatiuk

Política em Questão - Por Letícia Torres e Ciro Ivatiuk

 

Fenômeno Leandre

Fazendo política de um jeito simples, conversando com as pessoas, batendo de porta em porta, vindo inúmeras vezes para Irati e, sobretudo abraçando a causa do tratamento do câncer e a instalação de uma unidade do Erasto, a deputada Leandre Dal Ponte conseguiu emplacar 15.309 votos em Irati. Ela superou a votação que Eduardo Sciarra em 2010, quando ele tinha conseguido 14.764 votos em Irati.

 

Comemoração

O coordenador de campanha de Ratinho Júnior (PSD) na região, Sidnei Jorge, comemora os excelentes resultados obtidos. Ele atribui a vitória à união de forças durante campanha, que reuniu os grupos dos deputados federais Leandre (PV), Sandro Alex (PSD) e Evandro Roman (PSD) em prol da eleição do governador. Também estão satisfeitos os coordenadores de campanha de Leandre, Dagoberto Waydizk, e de Sandro Alex, Ciro Ivatiuk. A votação histórica alcançada em Irati por Leandre fez com que Dagoberto confirmasse várias vezes o número de votos. Já o coordenador da campanha de Sandro Alex, Ciro Ivatiuk, comemora o fato de o deputado ter sido o segundo mais bem votado em Irati e o primeiro em vários municípios da Amcespar, onde prefeitos e vereadores atuaram na campanha.

 

Roman e Rossoni não se reelegem

Enquanto Sidão, Dagoberto e Ciro comemoram, o coordenador de campanha de Evandro Roman (PSD), Maurício Panka, não tem muito que festejar, pois o parlamentar não conseguiu a reeleição. Roman fez 67.909 votos no Paraná e apenas 5.593 votos na somatória dos votos dos dez municípios da Amcespar. Também deve estar cabisbaixo, o coordenador de campanha de Valdir Rossoni (PSDB), Eder Kffuri, pois o deputado também não foi reeleito, apesar de ter conseguido 72.096 votos no Paraná. Nos municípios da Amcespar, a somatória foi de 5.194 votos.

 

Votação na Amcespar

Puxada pela votação de Irati, Leandre totalizou 25.756 votos na soma dos dez municípios da Amcespar. Já Sandro Alex somou 15.112 votos.  Eles são os dois parlamentares mais bem votados da região nas eleições 2018.

 

Senado tem renovação de 85%

O Senado Federal teve 85% de renovação. Dentre os que não conseguiram se eleger, vários nomes conhecidos: a ex-presidente da República Dilma Rousseff (PT), que acabou apenas em quarto lugar em Minas Gerais, o atual presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB), os ex-governadores do Paraná Roberto Requião (MDB) e Beto Richa (PSDB). Ainda Cristovam Buarque (PPS), ex-governador do Distrito Federal e Cesar Maia (DEM), ex-prefeito do Rio de Janeiro. Também não foi reeleito Romero Jucá (MDB-RR), que está no terceiro mandato e que foi líder do governo de três presidentes e ministro do petista Lula e do emedebista Michel Temer. Ainda Edison Lobão (MDB- MA) e Lindbergh Farias (PT-RJ).

 

Representação feminina

A representação do Paraná por parlamentares femininas aumentou na Câmara de Deputados. Cinco mulheres foram eleitas deputadas federais neste fim de semana, três a mais do que a eleição de 2014.Leandre Dal Ponte (PV) e Christiane Yared (PR) foram reeleitas para mais um mandato. Novos mandatos serão cumpridos por Aline Sleutjes (PSL), Gleisi Hoffmann (PT) e Luiza Canziani (PTB). O aumento acompanha o crescimento nacional. A bancada feminina será composta por 77 mulheres, o que representa 15% do total das cadeiras. Atualmente, o percentual é de 10% de representação feminina.

 

Eleitor não aceita corrupção

O eleitor brasileiro demonstrou nas urnas que está cansado de tanta corrupção no país e deixou claro que quer renovação. Isso é muito salutar para o processo democrático. Chama a atenção que a maioria dos políticos citados pela Operação Lava-Jato e por outros esquemas de corrupção não se elegeu. 

 

Galeria de Fotos