facebooktwitterinstagramgoogle+
Edição 962 - Já nas bancas!
20/03/2017

Projeto Música nas Escolas quer chegar a 350 crianças em 2017

Projeto Música nas Escolas quer chegar a 350 crianças em 2017

A música terá maior presença no cotidiano escolar de Irati neste ano de 2017. Através do projeto “Música nas Escolas”, a meta é levar teoria e prática musical a 350 crianças, através da participação das mesmas em bandas, fanfarras e coral de flauta doce.

O maestro Rondon Gustavo Mansani, trombonista por formação e há 25 anos inserido no meio musical, explica que o “Música nas Escolas” está recebendo total apoio da Prefeitura, que é a mantenedora da ação. “Trata-se de um projeto intersetorial, porque por mais que esteja vinculado à Secretaria Municipal de Educação, a sua linha de trabalho adentra também as áreas das secretarias de Assistência Social e de Cultura”, explica.

O maestro adianta que irá fazer uma campanha nas escolas na segunda quinzena deste mês de março, para que já no início de abril o projeto esteja plenamente em operação nos núcleos de Irati. “Chamamos de núcleos as formações musicais que são montadas com as crianças”, detalha Rondon.

Ao todo, atualmente são seis os núcleos musicais do projeto. O da escola municipal Irmã Helena Olek, é o mais antigo (desde 2008), com a Banda de Percussão Marcial Famursee, que, neste ano envolverá 46 alunos.

Há ainda o Coral de Flauta Doce da escola municipal Francisco Vieira de Araújo, onde a meta é chegar a 153 crianças, a Banda Marcial 15 de Julho, da escola municipal João Paulo II (CAIC), para mais 40 alunos, a Banda de Percussão da Escola Olaria Filipak (Nhapindazal), para outras 40 crianças, e a Fanfarra de Percussão que deverá instruir mais 40 crianças da escola municipal Tancredo Martins.

Além disso, há também a já bastante conhecida Fanfarra da Guarda Mirim de Irati, que também prevê instruir musicalmente 40 crianças e adolescentes em 2017, com aulas semanais no Parque Aquático.

Ensaios e treinamentos

Rondon esclarece que os alunos da rede municipal inseridos nos núcleos musicais do projeto participam de dois ensaios semanais em sistema de contraturno.

O próprio maestro se encarrega de conduzir os ensaios da Banda de Percussão Marcial Famursee, da Fanfarra da Guarda Mirim e da Banda Marcial 15 de Julho, da escola João Paulo II. “Os demais núcleos são orientados por estagiários que o próprio projeto capacita”, detalha. “Seis estagiários já estão passando por capacitações no auditório do Centro Administrativo Municipal (CAM), duas vezes por semana, geralmente às terças e quintas, das 14h às 16h”, detalha o músico.

Quanto aos equipamentos utilizados, o maestro esclarece que eles foram sendo adquiridos através de várias parcerias ao longo do tempo. “Foram projetos para aquisição de instrumentos musicais que receberam apoio de instituições financeiras como o Banco Itaú e Banco do Brasil, e da concessionária de rodovias Caminhos do Paraná”, complementa.

Para mais informações sobre o projeto “Música nas Escolas”, os telefones são o 3907 3115 e 9 9930 6278.

Texto/Fotos: Assessoria PMI

Galeria de Fotos